ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

História do Grupo Estado nos anos 1960

Os fatos que marcaram o país e o mundo, expostos nas capas históricas do jornal O Estado de S. Paulo.

Filtrar por data ou por período:
  • 1964

    Oposição aos militares

     

    O Estado apoia o movimento militar que depôs o presidente João Goulart, ao constatar que ele já não tinha autoridade para governar. Defendeu uma intervenção militar transitória. Porém, ao perceber que os radicais de extrema direita aumentavam sua influência e queriam a perpetuação dos militares no poder, o jornal retira seu apoio e passa a fazer oposição.

    Estadão apoiou o movimento militar que depôs João Goulart Estadão apoiou o movimento militar que depôs João Goulart
  • 1966

    Jornal da Tarde

     


    4 de janeiro - Começa a circular o Jornal da Tarde, marco de uma revolução gráfica e editorial no jornalismo brasileiro, com reportagens de qualidade e irreverência de estilo.

    O jornal, sob a direção de Ruy Mesquita, inovou a imprensa brasileira pela apresentação gráfica e pela exclusividade de suas reportagens. A primeira edição do Jornal da Tarde saiu às ruas com um furo. “Pelé casa no carnaval”, dizia sua manchete.  No pé da página, outra informação nada desprezível: “Garrincha para o Corinthians”.

    Começa a circular o Jornal da Tarde, 4/1/1966 Começa a circular o Jornal da Tarde, 5/1/1966
  • 1966

    Caderno de Turismo

     

     

    24 de junho - Começa a circular no Estadão o caderno Turismo. Antes de assumir o nome Viagem (em 1991) passou 25 anos como Suplemento de Turismo.

    Suplemento Turismo, n.º 1, 24/6/1966 Suplemento Turismo, n.º 1, 24/6/1966
  • 1967

      

    Em fevereiro, a tiragem do jornal ultrapassa 340.000 exemplares. No dia 25 de setembro a Associação Interamericana de Imprensa protesta contra a censura sofrida pelo Estado ao comentar a morte do ex-presidente Castello Branco.

    A Associação Interamericana de Imprensa protesta contra a Lei de Imprensa A Associação Interamericana de Imprensa protesta contra a Lei de Imprensa
  • 1968

    13 de dezembro

     


    Por causa do editorial Instituições em frangalhos, escrito por Júlio de Mesquita Filho, o Estado é impedido de circular pela ditadura, pouco antes do anúncio do AI-5. Instala-se a censura dentro das redações do Estado e do JT, onde permanece até 6/1/1969. A partir daí, é exercida à distância.

    Editorial Instituições em Frangalhos publicado em 13/12/68, horas antes do AI-5,  que levou à apreensão da edição do jornal Publicado o Ato Institucional n.º5, 14/12/1968
  • 1969

    12 de julho

     

    Morre Julio de Mesquita Filho. Julio de Mesquita Neto assume a direção do Estado e seu irmão, Ruy Mesquita, dirige a redação do Jornal da Tarde.  

    Morre Julio de Mesquita Filho Morre Julio de Mesquita Filho
Reclames do Estadão

Vespa em 1º lugar

Superioridade confirmada em Interlagos Vespa em 1º lugar

Publicado em 11/11/1958

Tópicos
ver todos
  • Acervo/Estadão
    1.

    Primeira Guerra

    O conflito, de escala global, foi iniciado na Europa em 1914

  • Jonne Roriz/ Estadão
    2.

    Olimpíadas

    Competição que reúne os principais esportes e atletas do mundo

  • Acervo/Estadão
    3.

    Estado Novo

    Ditadura civil brasileira liderada por Getúlio Vargas

  • Acervo/Estadão
    4.

    Bossa Nova

    Movimento musical brasileiro surgido nos anos 50

  • Ivan Dias/ Estadão
    5.

    Internet

    Rede Mundial de Computadores