ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Masp completa 70 anos

Inaugurado em 1947, em sede provisória; museu ganhou o famoso edifício na Paulista em 1968

02 de outubro de 2017 | 9h 54
Liz Batista

 
 Museu de Arte de São Paulo (Masp) na Avenida Paulista, 1970. Foto:Ywane Yamazali/ Estadão  

Cartão postal paulistano, o Museu de Arte de São Paulo, o Masp, completa 70 anos. Criado em 02 de outubro de 1947, o museu ficava na sede dos Diários e Emissoras Associadas, na Rua Sete de Abril, região central de São Paulo. Apenas em 1968, o museu  ganhou seu passou famoso prédio futurista, projetado por Lina Bo Bardi, na Avenida Paulista. Da fundação até os dias atuais, a instituição tem toda sua existência registrada nas páginas do Estado. O Acervo Estadão tem 23488 registros sobre o Masp no seu índice digital e já contou em diversas notícias suas histórias.

O Estado de S.Paulo - 03/10/1947   

Em 03 de outubro de 1947, o jornal publicou uma nota tratando da inauguração do Masp na sede provisória no edifício dos Diários Associados. No dia 05 , uma matéria da seção Artes e Artistas, saudava a criação da instituição e falava da sua pinacoteca composta por “grandes nomes da história da pintura” como El Greco, Boticcelli, Chagal e Picasso. O texto terminava analisando o mérito da evento: “Ninguém pode prever desde já a importância e o desenvolvimento que esta iniciativa terá no futuro. O que convém frisar, entretanto, é os seu sentido altamente artístico, o qual vai proporcionar a São Paulo um posto único entre as cidades das republicas da America Central e do Sul, por oferecer ao publico as mesmas possibilidades culturais dos maiores centros e das mais importantes capitais do mundo.

O Estado de S.Paulo- 05/10/1947 
 

Duas figuras se destacam na concepção e criação do empreendimento cultural que marcou a história de São Paulo, o empresário e jornalista dono dos Diários Associados, Assis Chateaubriand, e o italiano Pietro Maria Bardi, crítico e curador de arte, responsável pela seleção das primeiras obras do acervo do museu. 

Alto conhecedor do  mercado de arte mundial, Bardi, que na década de 1930 dirigiu a Galleria di Arte de Roma, dirigiu o Masp por quase 50 anos. Foi sob seu comando que o museu conseguiu  adquirir valiosas obras de arte a baixo custo entre 1947 e 1953. A deteriorada situação econômica da Europa, que vivia seus anos pós-guerra ,criou um ambiente favorável para a expansão do acervo do museu paulista.



Cerca 8 mil peças que abrangem o século 4 a.C. aos dias de hoje compõem o acervo do Masp. Obras de mestres da pintura como Van Gogh, Renoir, Monet, Goya e Rafael, figuram na coleção enriquecida por obras de grandes nomes da arte brasileira como Portinari, Di Cavalcanti e Brecheret.  

 

Edifício do Masp em construção, 1964. Foto: Acervo/ Estadão

O prédio da Paulista. Após sediar a 1ªBienal de Arte Moderna em 1953, o antigo edifício do Trianon começou a ser demolido para dar lugar ao prédio do Museu de Arte Paulista. A inauguração na sede definitiva só aconteceu em novembro de 1968 e contou com a ilustre presença da rainha Elizabeth II, da Inglaterra. Coube à monarca, que fazia uma visita ao País, presidir a cerimônia de inauguração

 
Elizabeth II inaugura o novo prédio do Masp, 07/11/1968. A rainha se surpreendeu ao ver um quadro do ex-primeiro-ministro  Winston Churchill. Bardi (à esquerda), presidente do museu, explicou que o Brasil fora o primeiro país a expor uma obra de Churchill em 1942. Foto: Acervo/ Estadão 


O Estado de S.Paulo - 08/11/1968
   

Leia também:
#Como era São Paulo sem o prédio do Masp
#Lugares: Masp

#Assine |  # Licenciamento de conteúdos Estadão |

# Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | Instagram |



PÁGINA EM DESTAQUE

70 anos do Masp

Inaugurado em 1947; museu foi para Paulista em 1968 70 anos do Masp

Publicada em 03 de setembro de 1947

Tópicos
ver todos
  • Acervo/Estadão
    1.

    Primeira Guerra

    O conflito, de escala global, foi iniciado na Europa em 1914

  • Jonne Roriz/ Estadão
    2.

    Olimpíadas

    Competição que reúne os principais esportes e atletas do mundo

  • Acervo/Estadão
    3.

    Estado Novo

    Ditadura civil brasileira liderada por Getúlio Vargas

  • Acervo/Estadão
    4.

    Bossa Nova

    Movimento musical brasileiro surgido nos anos 50

  • Ivan Dias/ Estadão
    5.

    Internet

    Rede Mundial de Computadores