ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

25 anos da queda do Muro de Berlim

'Estado' cobriu fatos marcantes nos 28 anos de existência do muro: da construção à derrubada

08 de novembro de 2014 | 13h 48
Liz Batista


Relembre a história do muro que dividiu a capital da Alemanha por 28 anos através da cobertura do Estado:

Cidadãos da Alemanha Oriental escalam o muro de Berlim no portão de Brandemburgo, em 10 de novembro de 1989, após a abertura da fronteira da Alemanha Oriental. Foto:REUTERS 


5 de junho de 1945. Com a vitória  dos aliados  no final da Segunda Guerra, o 3.º Reich de Adolf Hitler se desintegra na Alemanha em maio de 1945. Estados Unidos, União Soviética, Reino Unido e França tomaram controle do País e o dividiram em quatro zonas de ocupação. A capital, Berlim, também foi dividida em quatro setores. No acordo, assinado em Berlim em 5 de junho de 1945, ficava determinada a rendição e a ocupação do país pelas quatro potências. O Estado publicou os pontos acertados pelo documento na edição de 6 de junho de 1945. “(...) Os governos da União Soviética, Reino Unido, Estados Unidos e república Francesa assumem  por este meio o supremo poder na Alemanha (...)”, dizia a declaração.


24 de junho de 1948.
Reagindo à reforma monetária, implantada nas zonas ocupadas pelas potências ocidentais (primeiro nas zonas de ocupação dos EUA e do UK), e aos planos de formação de um governo ocidental, os soviéticos interrompem o tráfego à cidade de Berlim. Numa das mais graves tensões do período da Guerra Fria, a URSS cortou as comunicações terrestres e fluviais para a cidade e deixou abandonados à própria sorte 2,5 milhões de residentes dos setores francês, inglês e norte-americano. Em 26 de junho de 1948 o Estado informava que, com o bloqueio, haviam sido “suspenso pelos soviéticos o fornecimento de alimentos aos setores ocidentais da capital.


26 de junho de 1948.
As forças americanas e inglesas, com seus Douglas C- 47, iniciam a “ponte aérea” para driblar o bloqueio de Berlim. Por quase um ano inteiro os aliados mantêm a entrega de suprimentos. Cerca de 13 mil toneladas de alimentos e remédios chegavam a ser entregues por dia. O bloqueio chegou ao fim em 12 de maio do ano seguinte.










23 de maio de 1949. Nasce a República Federal da Alemanha (RFA, pró-Ocidente), formada pelas antigas zonas de ocupação ocidental. Bonn se torna a capital da Alemanha Ocidental. 









7 de outubro de 1949. Nasce a República Democrática Alemã (RDA), financiada pela URSS e governada pelo Partido Comunista Socialista Unitário (SED). A capital é Berlim Oriental.










Capa do Estado de 15 de agosto de 1961 noticiava o fechamento das fronteiras da RDA 

 13 de agosto de 1961. As fronteiras setoriais entre Berlim Oriental e Ocidental são fechadas. A  cidade acorda dividida  pelo muro construído pela RDA para conter as fugas para a RFA. Com  quatro metros de altura e 40 quilômetros de extensão, o muro e era equipado com dispositivos antifuga, redes eletrificadas, alarmes, duas cercas de metal com arame farpado, metralhadoras  automáticas e outros recursos. 
Os soldados da RDA tinham ordens para atirar em qualquer pessoa que ousasse cruzar seus  limites sem a devida identificação. O  fechamento das fronteiras em Berlim foi manchete no Estado de 15 de agosto de 1961. A matéria contava que a RDA havia fechado todos os pontos de acesso à Berlim Ocidental e que só permitiam “cruzar a linha de demarcação, com destino a Berlim Ocidental, os residentes nesta cidade e os portadores de vistos especiais". O jornal do dia seguinte contou a história dos fugitivos que tentavam deixar a RDA. Um soldado do lado oriental, segundo a narrativa da reportagem, "abandonou seu posto de guarda e venceu correndo a distância que o separava de um posto de Berlim Ocidental", ao cruzar a fronteira atirou seu capacete para o ar, "entregou sua pistola e submetralhadora aos policiais ocidentais" e solicitou asilo.



12 de junho de 1987. O presidente americano, Ronald Reagan, visita  Berlim Oriental. Após visitar o antigo parlamento alemão, Reagan discursou  para cerca de 25 mil pessoas no Portão de Brandenburgo. Pediu ao líder soviético que colocasse um fim ao Muro de Berlim: “secretário geral Gorbachev. Se  o senhor procurar a paz, se o senhor busca a prosperidade para a União Soviética e para a Europa do Leste, se busca a liberalização, venha abrir esta porta. Derrube este muro”. O Estado de 13 de junho de 1987  publicou a cobertura da visita.



Junho e outubro de 1989. O presidente soviético, Mikhail Gorbachev visita a RFA. Com uma  administração marcada por grandes reformas que incluíam a reestruturação econômica da URSS (Perestroika) e maior flexibilização política (Glasnost), Gorbachev foi recebido por multidões entusiasmadas na Alemanha Ocidental. Em outubro de 1989, Gorbachev viaja  à RDA para as comemorações do 40º aniversário da criação da Alemanha Oriental. Em suas declarações defendeu reformas e deixou claro que a URSS não pretendia intervir na situação da Alemanha Ocidental. “O importante é que cada povo resolva por si mesmo seus problemas”, disse, como publicou o Estado de 7 de outubro de 1989.




10 de setembro de 1989.
Intensas transformações e reformas marcaram o final da década de 1980 nos países do bloco soviético. O mundo presenciou um processo de abertura em cadeia nos países do Leste Europeu. A Hungria, um dos primeiros países a deixar o Pacto de Varsóvia e a órbita soviética, rompeu acordo com a RDA  e permitiu a saída de milhares de alemães orientais por sua fronteira com Áustria. Em 12 de setembro de 1989, o Estado noticiou a fuga em massa para Alemanha Ocidental.



Multidão escala o muro de Berlim e  celebra a derrubada de um dos maiores símbolos da Guerra Fria p ,10 e 11/11/1989. Foto: Lionel Cironneau/AP 

09  de novembro de 1989. Após dias de protestos em massa, a  Alemanha Ocidental libera os portões ao longo do Muro de Berlim. Milhares de alemães ocidentais participam, em clima de festa, da demolição. O fato foi manchete no Estado de 11 de novembro de 1989.  Enquanto “multidões emocionadas comemoraram a queda simbólica do Muro de Berlim”, políticos da Alemanha Ocidental falavam sobre a possibilidade de reunificação, contava a reportagem. 
 
 


Leia também:
#Muro econômico foi o primeiro a ser erguido em Berlim

# Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | Instagram | # Assine

Viu essa página?

Capas históricas: 11 de setembro

Pesquise e acesse todas as edições do jornal Capas históricas: 11 de setembro

Veja a edição completa de 12/11/2001

Tópicos
ver todos