ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

A pirâmide do Louvre

Projeto gerou polêmica, mas ampliou o espaço do museu mais antigo do mundo

06 de maio de 2014 | 11h 47
Carlos Eduardo Entini


Arquitetura moderna em contraste com o neoclássico gerou polêmica. Foto: Bricage/Louvre, 1985

A pirâmide de vidro do Louvre é a fachada de uma gigantesca obra subterrânea inaugurada em 1988. A obra, promessa do ex-presidente François Mitterrand, foi anunciada no seu primeiro discurso, em novembro de 1981. O projeto ampliou e racionalizou os espaços do museu mais antigo do mundo e o transformou no maior do mundo. Na época, ele era desconfortável, os visitantes se apertavam nas centenas de salas mal iluminadas e havia pouco espaço para expor as obras. Para se ter ideia da crise, o Louvre, com acervo muito maior, significativo e ativo desde 1793, recebia menos visitantes do que o Centro George Pompidou, inaugurado em 1977.

O Estado de S. Paulo - 22/12/1985


O projeto recebeu críticas logo no começo com a escolha, sem concorrência pública, do arquiteto americano de origem chinesa Ieoh Ming Pei. Mas a grande discussão foi a ideia de erguer a pirâmide, uma estrutura moderna, ao lado de outra neoclássica. Enquanto os franceses se debatiam, as escavações descobriam torres da fortaleza medieval do final do século 13 e as muralhas do castelo de Carlos V que hoje podem ser vistas logo na entrada.


Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | Instagram | # Assine

Viu essa página?

Anúncio de lança-perfume em 1929

Entorpecente era permitido e sucesso no carnaval Anúncio de lança-perfume em 1929

Veja a edição completa de 13/1/1929

Tópicos
ver todos