ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

A trajetória política de Lula

Biografia do ex-presidente ganhou novo capítulo a Lava Jato e decretação de prisão

04 de março de 2016 | 14h 56
Estadão Acervo

1945 - Nasce em Garahuns (PE), no dia 27 de outubro, mas foi registrado como tendo nascido em 6 de outubro. Seu pai, Aristides, abandona a mulher, Eurídice, um mês antes do nascimento. Lula só conhece o pai, que havia fugido para Santos, litoral de São Paulo, com uma prima da mulher, aos 5 anos.

1952 - Muda-se com a família para Santos, depois que o irmão mais velho, Jaime, manda uma carta para a mãe pedindo que ela viesse, sem contar ao pai. Lula viajou em um pau-de-arara.

1956 - Pouco depois de abandonar Aristides, dona Lindu, a mãe de Lula, muda-se com os filhos para São Paulo. Lula vai morar na Vila Carioca, no Ipiranga, onde trabalha como engraxate, ajudante de tinturaria e office-boy para ajudar a sustentar a família. Só da mãe, tem 11 irmãos. Tem mais 10 por parte do pai.

1960 - Consegue seu primeiro emprego, como aprendiz de torneiro mecânico, na Fábrica de Parafusos Marte, no Ipiranga.

1961 - Inicia o curso técnico de torneiro mecânico no Senai.

1964 - Começa a trabalhar na Metalúrgica Independência, onde sofre o acidente com uma prensa que lhe faz perder o dedo mínimo da mão esquerda.

1966 - Entra no movimento sindical.

1969 - É eleito suplente da diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema.

1972 - É eleito primeiro-secretário do Sindicato, responsável pela área de previdência social.


Lula no dia da posse do sindicato dos metalúrgicos. Acervo/Estadão

1975 - É eleito presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo.

1978Reeleito como presidente do Sindicato em fevereiro, apoia a greve Saab-Scania, em maio. No mesmo ano, seu pai, Aristides, morre sozinho e é enterrado como indigente.

1979 - Metalúrgicos do ABC fazem a primeira greve geral depois de 1964. O sindicato sofre intervenção do governo militar.

1980 - Funda o Partido dos Trabalhadores (PT), em 10 de fevereiro.  

1980 - Lula é preso. De abril a maio, comanda, da prisão, a maior greve da história da categoria dos metalúrgicos, que dura 42 dias. A diretoria é afastada do sindicato. Enquanto estava preso, perde sua mãe e tem autorização para ir ao velório. Havia 2 mil pessoas no cemitério. “Lula livre”, gritava a multidão. No dia 20 de maio deixou o Dops – a greve havia terminado – e assumiu o comando do partido com apenas 3 meses. 

1981 - Enquadardo pela Lei de Segurança Nacional, Lula é julgado pela Justiça Militar e condenado a três de reclusão por incitamento à desobediência coletiva às leis. Lula recorreu, em liberdade, e foi absolvido no ano seguinte


Lula em debate na eleição para governador de São Paulo, em 1982. Acervo/Estadão

1982 - Lula se candidata ao governo paulista. Fica em quarto lugar.

1982 - Juiz defere o pedido de Luís Ignácio da Silva para acrescentar “Lula” ao seu nome original. O ex-dirigente sindical e presidente nacional do PT passa a chamar-se Luís Ignácio Lula da Silva

1984 - Participa da campanha por eleições diretas para a Presidência, apoiada pelo PT.

1986 - Lula é eleito deputado constituinte em 1986 com o maior número de votos do País, 650 mil votos.

1988 - Em abril, lança no Rio Grande do Sul a campanha “Diretas 88”

1989 - Lula disputa a eleição presidencial e perde no 2.º turno para Fernando Collor. Mirian Cordeiro, uma antiga namorada, se torna pivô de acusações contra ele a pedido de Collor. Ela o acusa de ter pedido que abortasse Lurian, sua filha mais velha, então desconhecida do grande público.

1991 - Em dezembro, lança o movimento “Fora Collor”, diante das primeiras denúncias de irregularidades no governo.

1992 - Lula apoia o impeachment e promete dar trégua ao governo Itamar Franco.

1993 - Começa a série de 12 caravanas da cidadania, que percorreram 90 mil quilômetros durante um ano

1994Concorre novamente à Presidência e é derrotado por Fernando Henrique Cardoso no primeiro turno. O PT elege seus primeiros governadores no Distrito Federal e no Espírito Santo.

1998Disputa pela terceira vez o Planalto, a contragosto. Perde de novo para Fernando Henrique, mas o PT elege três governadores: Olívio Dutra (RS), Jorge Viana (AC) e Zeca do PT (MS).

2002 - Lula é eleito presidente no 2.º turno em disputa travada com José Serra (PSDB). O PT garante no 1.º turno os governos do Acre e Piauí, além da maior bancada da Câmara (91) e a 3.ª do Senado (14). O partido também elegeu 147 deputados estaduais. Ainda disputou em 2.º turno os governos de Mato Grosso do Sul, Amapá, Sergipe, Rio Grande do Sul, São Paulo, Pará, Ceará e Distrito Federal.

2006 - É reeleito presidente no segundo turno vencendo o candidato Geraldo Alckmin (PSDB).

2008 - Lula participa da festa de retirada do primeiro óleo da camada do pré-sal, na Costa do Espírito Santo

2009 - Na reunião do G-20 em Londres, Lula é saudado com entusiasmo pelo presidente dos Estados Unidos Barack Obama, “Esse é o cara! Eu adoro este cara! É o mais popular político do mundo!', dise o americano. Na cúpula, o Brasil anunciou a decisão de contribuir para o Fundo Monetário Internacional (FMI) 

2010 - Lula deixa o governo com recorde mundial de popularidade. Pesquisa apontava 87% de aprovação pessoal.

2011 - Em 1 de janeiro de 2011 entrega a faixa presidencial a Dilma Roussef, eleita pelo PT, com apoio de Lula. Em 29 de outubro de 2011, o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, divulgou nota informando que o ex-presidente começaria um tratamento quimioterápico para combater um tumor na laringe.

2011 - Em março, o petista recebeu do Instituto de Estudos Políticos de Paris – o Sciences-po, o primeiro título Honoris Causa que recebeu após deixar a presidência.
2011Fundação do Instituto Lula de estudos políticos, fundação sem fins lucrativos, dedicada a cooperação internacional entre o Brasil, a África e os demais países da América Latina. 

2016 - Lula presta depoimento sobre investigação de pagamentos a Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente, com possível relação com a compra dos caças suecos Gripen, pela Força Aérea Brasileira. Em depoimento na Operação Zelotes, ex-presidente considera hipótese 'absurda' e diz que não sabia que Luís Cláudio havia sido contratado por lobista. O ex-presidente ainda negou qualquer tipo de lobby por parte dele ou dos parentes.

2016 - Ex-presidente e sua mulher, Marisa, são intimados a depor e prestar esclarecimentos sobre o apartamento triplex no Guarujá. O depoimento foi cancelado. Manifestantes se enfrentam em frente ao Fórum onde o depoimento aconteceria

Fevereiro de 2016 - Ex-presidente e sua mulher, Marisa, são intimados para prestar esclarecimentos sobre o apartamento triplex no Guarujá. Manifestantes se enfrentam em frente ao Fórum Criminal da Barra Funda, onde o depoimento aconteceria. Em nota, o Instituto Lula afirmou que o ex-presidente e sua mulher prestarão todos os esclarecimentos por escrito e não em audiência. O documento foi protocolado no Ministério Público do Estado de São Paulo, onde ele nega ser o proprietário do triplex

Março de 2016-  É expedido madado de condução coercitiva e Lula é levado para depor por determinação do juiz Sérgio Moro. O caso causa grande mobilização pró e contra o petista em todo o Paí. Em coletiva de imprensa após depoimento, Lula critica Justiça e mídia, petista ataca 'prepotência' de investigadores e afirma que operação serve para PT 'levantar a cabeça'
10/3/2016- A presidentes Dilma Rousseff convida Lula para fazer parte de seu Ministério. Como ministro, o ex-presidente passaria a ter foro privilegiado. Seu processo seria julgado pelo Supremo. No dia 13 protestos pró-impeachment tomam as ruas do país. As manifestação são as maiores desde a campanha Diretas Já
16/3/2016- Lula aceita o convite para chefiar a pasta da Casa Civil no governo Dilma. O juiz Sérgio Moro vaza gravação de uma conversa entre a presidente e Lula que implica que a nomeação seria uma manobra para evitar processo em primeira instância. Lula toma posse como ministro da Casa Civil. Protestos contra o impeachment reúnem milhares de manifestantes. O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes alega intenção de Lula em fraudar as investigações sobre ele na Operação Lava Jato e suspende sua nomeação para a Casa Civil
22/3/2016- O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, determina em caráter liminar  que sejam enviados à Corte os processos que envolvem o petista e os áudios do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva interceptados na operação. Em junho Zavascki devolve as investigações sobre o ex-presidente Lula para o juiz Sérgio Moro e anula um trecho da conversa

Abril de 2016- O relatório do impeachment é aprovado e o processo segue para votação na Câmara dos Deputados. Com 367 votos a favor, 137 contra, 7 abstenções e 2 ausências, a Câmara vota pela admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no Congresso em 17 de abril de 2016. O processo segue para o Senado

Maio de 2016- Comissão do Senado aprova o relatório do impeachment e o processo segue para votação na Casa. Senadores votam pelo afastamento da presidente e pela abertura do julgamento do impeachment no Senado. Michel Temer assume a Presidência de forma interina.

Agosto de 2016- Impeachment é votado no Senado. O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski autoriza que o processo seja fatiado e a destituição da presidente é votada separadamente da pena de inelegibilidade. Por 61 votos a 20, senadores aprovam a cassação do mandato de Dilma Rousseff ; e por 42 votos a 36, rejeitam a inabilitação da presidente cassada para exercer cargos públicos por oito anos. Michel Temer assume a Presidência.

Setembro de 2016- Lula é denunciado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O procurador da República Deltan Dallagnol diz que Lula é o "comandante máximo do esquema de corrupção" investigado pela operação Lava Jato. Lula, qualifica a apresentação da denúncia do MPF como um "truque de ilusionismo". O ex-presidente é indiciado. Em 20 de setembro, Lula vira réu em ação penal da Operação Lava Jato 

Julho de 2017 - O juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba condena o Lula a 9 anos e 6 meses de reclusão em regime fechado, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá. Pela sentença o ex-presidente fica proibido de assumir cargos ou funções públicas por 19 anos. Lula foi absolvido no caso do armazenamento do acervo presidencial. A defesa recorre e o processo é levado à segunda instância. Segue em priemira instância o processo onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é acusado de receber propina da construtora Odebrecht. 

           

Julho de 2017- Após ser condenado pelo juiz Sérgio Moro no caso do triplex do Guarujá nos processos ligados à Operação Lava-Jato, Lula se declara pré-candidato nas eleições presidenciais de 2018
Dezembro de 2017- Pesquisa Datafolha aponta o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como líder na corrida presidencial de 2018, com 34% a 37% das preferências de votos, a depender do cenário.O datafolha também mostrou o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ)  isolado em segundo lugar, com 17% a 19%.
Janeiro de 2018 - Com a apelação em segunda instância, o processo contra Lula foi julgado 8ªTurma do Tribunal Regional(TRF4), em Porto Alegre. Em 24 de janeiroo TRF-4 confirma a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá e ampliam sua pena para 12 anos e um mês.
04 de Abril de 2018 - Supremo Tribunal Federal julga pedido de negou habeas corpus preventivo movido pelo petista para poder recorrer em liberdade até a última instância contra a sentença na Lava Jato. Por 6 votos a 5, a Suprema Corte negou o pedido movido pela defesa de Lula, abrindo caminho para sua prisão. Um dia após a decisão, o juiz Sérgio Moro decreta prisão de Lula e dá até o dia seguinte para o ex-presidente se entregar à PF.

Veja também:

#Perfil: Lula

#Na ditadura, Lula foi condenado e depois absolvido

#Lula teve habeas corpus negado pelo STM em 1980

#Folheto de 1982 acusava Lula de ter casa no Guarujá

#Quando Lula e FHC dividiram um palanque

Tags: Lula, Operação Lava Jato

# Assine |  # Licenciamento de conteúdos Estadão |

Viu essa página?

Alemanha 7 x 1 Brasil

A maior derrota da seleção brasileira Alemanha 7 x 1 Brasil

Veja a edição completa de 09/7/2014

Tópicos
ver todos