ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Albert Sabin e as gotinhas que salvam vidas

Há 45 anos, criador da vacina oral antipólio participou de imunização no Hospital Albert Einstein

18 de novembro de 2015 | 23h 55
Liz Batista

 
Sabin imuniza crianças  contra a polio com sua vaciana em gotinhas, em 22/11/1970. Acervo/ Estadão

Nome conhecido dos brasileiros, o polonês Albert Bruce Sabin chegava ao País para sua quarta visita em  19 de novembro de 1970. Entre os eventos organizados para receber o pai da vacina com o vírus ativo contra paralisia infantil, as famosas gotinhas que imunizam as crianças contra a poliomielite, estava a entrega do diploma de membro honorário do conselho do Hospital Albert Einstein. A foto acima foi tirada nessa cerimônia realizada em 22 de novembro de 1970, que também contou com uma campanha de vacinação promovida pela instituição.

 O Estado de S.Paulo – 22/11/1970


O Jornal da Tarde, de 23 de novembro de 1970, descreveu assim a ação de imunização "palco do salão de conferências estava cheio de crianças que espetavam sua vez de tomar a vacina contra a poliomielite. Sorrindo e posando para os fotógrafos, Sabin pingava com um conta-gotas a vacina rosada nos lábios das crianças”. A imagem ilustra de muitas formas a história da participação do médico nas ações de imunização contra o poliovírus nas décadas de 1960, 1970 e 1980.

   
Sabin em campanha de vacinação organizada pelo Hospital Albert Einstein, em 22/11/1970. Acervo/Estadão

Em 1967 ele orientou grupos de vacinação em secretarias de Saúde. Em 1977, quando esteve em Fortaleza, chamou atenção para os os métodos corretos para imunização. Em 1980 aceitou o convite para ser consultor do Brasil na área de epidemiologia, mas logo deixou suas funções por discordar do programa de combate à doença estabelecido pelo Ministério da Saúde.

Mesmo assim foi ao Rio de Janeiro para acompanhar a campanha de vacinação do ano seguinte. Em 1989 o País erradicou a poliomielite e em 29 de setembro de 1994, recebeu da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) o certificado de interrupção da transmissão dos vírus selvagens da doença.

 O Estado de S. Paulo – 19/7/1967


Homenagens e intercâmbio. Não diferente das suas outras visitas, a realizada há 45 anos também foi marcada por honrarias e homenagens. Na capital, recebeu a Ordem do Cruzeiro do Sul e foi titulado “doutor honoris causa” pela Universidade de Brasília. Em São Paulo, recebeu o diploma de membro honorário do conselho do Hospital Albert Einstein. A viagem tinha também outro propósito, o cientista buscava firmar acordos de cooperação entre o Brasil e o Instituto Weizmann de Israel, entidade que presidia. Em 1971, o MEC acertou os acordos de intercâmbio. Albert Sabin morreu em 3 de março de 1993.  

Navegue na galeria e veja mais do 'Fotos Históricas'

Tag: Albert SabinVacinação, Poliomielite

# Assine |  # Licenciamento de conteúdos Estadão |

Viu essa página?

Anúncio de lança-perfume em 1929

Entorpecente era permitido e sucesso no carnaval Anúncio de lança-perfume em 1929

Veja a edição completa de 13/1/1929

Tópicos
ver todos