ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Buraco negro da M87 é investigado há 25 anos

Gigantesca nuvem de matéria observada pelo telescópio Hubble indicou sua existência em 1994

10 de abril de 2019 | 16h 58
Liz Batista - O Estado de S.Paulo

Hoje os cientistas do projeto internacional chamado Event Horizon Telescope (EHT) revelaram a primeira imagem de um buraco negro já registrada na história. O buraco negro localizado no centro da galáxia M87  é um gigante, maior que o nosso Sistema Solar e vem sendo observado há mais de duas décadas, como mostra reportagem publicada no Estadão de 05 de junho de 1994.

O Estado de S.Paulo - 05/6/1994

O Estado de S.Paulo - 05/6/1994

Na época, quando a Nasa liberou imagens do núcleo da galáxia M87, observar diretamente um buraco negro ainda não era possível, então os astrônomos vasculhavam as estrelas em busca de indicativos de sua existência como os brilhantes jorros de matéria. Foi exatamente isso que foi observado através do Hubble, "uma  gigantesca nuvem de matéria que parece estar sendo sugada por um intenso campo gravitacional", como contou a matéria do Estadão. Já em 1994, os astrofísicos avaliavam a massa deste enorme buraco negro entre 2 a 3 bilhões de sóis.

Leia também:

#No céu do Ceará a comprovação da Teoria da Relatividade

#Há vida em Marte?

#A cadela Laika e a conquista do espaço

#O astronauta partiu

#Depois do pequeno passo, o passeio pelo espaço

# Tópico: Corrida Espacial

# Assine |  # Licenciamento de conteúdos Estadão

# Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | instagram

FOTOS HISTÓRICAS

Leila Diniz e amigas em 1967

Veja essa e outras imagens que marcaram época Leila Diniz e amigas em 1967

Foto: Ywane Yamazaki/Estadão

Tópicos
ver todos