ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Central do Brasil, um marco no Rio de Janeiro

Linha férrea uniu as províncias mais prósperas do Império - Rio, São Paulo e Minas

16 de agosto de 2012 | 15h 44
Rose Saconi


 Central do Brasil em 1899 Foto: Tasso Marcelo/AE

A história da estação Central do Brasil, que iniciará as obras de restauração ainda este ano, começou em 1855, com a demolição da Igreja de Santana para que ali surgisse a estação de trem D. Pedro II. Marco na cidade do Rio de Janeiro, a linha férrea uniu, pela primeira vez, as três províncias mais prósperas do Império – Rio, São Paulo e Minas.

A viagem inaugural da linha foi em março de 1858, quando o trem partiu da Central até Queimados, na Baixada Fluminense, em um percurso de 47 quilômetros. O imperador d. Pedro II e sua família viajaram na locomotiva chamada 'Brasil'. No final da cerimônia, o então presidente da ferrovia, Cristiano Benedito Ottoni, ofereceu ao imperador e convidados "um esplêndido copa d'água fresca”, como registrou a imprensa da época.
A frota inicial da Central era composta de 10 locomotivas, 40 vagões de passageiros e 100 vagões de carga.

Anúncio publicado na Província de S. Paulo, em 6 de julho de 1877

São Paulo. Em 1877, a estrada paulista chegou a Cachoeira - hoje Cachoeira Paulista -, onde se encontrou com a D. Pedro II, estabelecendo a ligação do Rio a São Paulo. “O tempo máximo do transporte de passageiros por trens directos da corte a S. Paulo não excederá de 16 horas, tocando 7 horas e 45 minutos para a estrada de ferro D. Pedro II e 7 horas e 15 minutos para a de S. Paulo e Rio de Janeiro, ficando uma hora de parada na estação da Cachoeira”, noticiou o Estado em 31 de maio de 1877.



No cinema
. Em 1997, a estação foi cenário do filme Central do Brasil, em que a atriz Fernanda Montenegro faz o papel de uma mulher que ganha a vida na gare escrevendo cartas ditadas por analfabetos.O filme foi indicado em 1998 ao Oscar de melhor filme estrangeiro.


Fernanda Montenegro em "Central do Brasil", de Walter Salles Jr. Foto: Paula Prandini/AE

# Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | Instagram | # Assine

FOTOS HISTÓRICAS

Leila Diniz e amigas em 1967

Veja essa e outras imagens que marcaram época Leila Diniz e amigas em 1967

Foto: Ywane Yamazaki/Estadão

Tópicos
ver todos