ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Como era São Paulo sem o Parque do Ibirapuera

Parque foi inspirado no Hyde Park e Central Parque de Nova York; parte do terreno foi grilada

08 de agosto de 2013 | 13h 06
Carlos Eduardo Entini

 
Inauguração do Parque do Ibirapuera, em 1954. Foto: Oswaldo Luiz Palermo/Estadão

A falta de jardins públicos em São Paulo, foi a razão central para a criação do Parque do Ibirapuera. “Numa cidade pobre de jardins centraes, como era S. Paulo, não poderíamos perder a opportunidade que se nos apresentou de preparar o terreno para um parque em pleno coração da cidade residencial”, afirmou o relatório da administração do prefeito Pires do Rio, publicado no Estado em 27 de julho de 1930. O parque só seria inaugurado em 1954, durante as comemorações do 4º Centenário da cidade.

O local escolhido para a construção do parque fazia parte da região conhecida como Várzea de Santo Amaro. O terreno atual foi a junção de duas áreas. Uma delas com 200 mil metros, contígua à Invernada dos Bombeiros, onde está o Instituto de Biologia, foi adquirida em permuta com governo estadual. Em troca a prefeitura cedeu um terreno da Água Branca, hoje parque.

A outra parte veio com a retomada judicial da então chamada Chácara do Ibirapuera ocupada por grileiros. Um laudo, anexado ao processo apresentado à Justiça em 1928, provou que a tinta utilizada nos documentos de posse dos terrenos não batia com a data que apresentavam, muitos do século 18. Com a permuta e a vitória na Justiça, a prefeitura conseguiu 100 alqueires (2.4 mil m²), um terreno imaginado “meio termo entre o Hyde Park de Londres e o Central Parque de Nova York”, explicou o relatório.  O Ibirapuera, que na língua tupi significa pau-podre ou madeira velha, foi uma aldeia criada por Anchieta em 1560.

O Estado de S. Paulo - 24/4/1928






Leia mais sobre a seção "São Paulo sem..":



Museu do Ipiranga

Telefones Públicos

Rodoviária

Cidade Universitária

Túnel 9 de Julho 

Minhocão
 
Anchieta
 
Catedral da Sé

Avenida Sumaré 

Iluminação 

Interlagos 

Radial Leste
 
Edifício Martinelli
 
Cinema

Mercado Municipal 


Água encanada 
 
Congonhas

Semáforos 
 
Jóquei Clube


Teatro Municipal 

Saco de lixo

Vale do Anhangabaú

Asfalto

Estádios 

Estação da Luz
 
Marginal Tietê 

Shopping Centers 


Bombeiros

Biblioteca

Supermercado



Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | Instagram | # Assine 

Viu essa página?

Anúncio de lança-perfume em 1929

Entorpecente era permitido e sucesso no carnaval Anúncio de lança-perfume em 1929

Veja a edição completa de 13/1/1929

Tópicos
ver todos