ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Como era São Paulo sem o Túnel 9 de Julho

No local existiam apenas sítios, alguns palacetes e casarões

15 de junho de 2013 | 14h 28
Rose Saconi

 
Túnel em construção, 1937. Foto: Marco Barbosa/Estadão

Ao lado do presidente Getúlio Vargas, o então prefeito Prestes Maia inaugurou no dia 23 de julho de 1938 um dos marcos da história do urbanismo em São Paulo: o Túnel 9 de Julho.

O túnel foi construído para ligar o centro a uma zona sul onde existiam apenas sítios, alguns palacetes e casarões que ocupavam quase um quarteirão inteiro. Na praça 14 Bis havia apenas o bebedouro de cavalos para os carroceiros que iam fazer compras no Mercado Central, além de muito mato na avenida.


A ligação rápida entre o centro e a zona sul era um velho sonho dos paulistanos. Antes do túnel só era possível fazer esse trajeto subindo o espigão da avenida Paulista, obstáculo natural que impedia o desenvolvimento da capital para os lados das chácaras do Itaim e de Santo Amaro. A construção da passagem subterrânea ofereceu uma alternativa mais rápida e mudou a paisagem da região, que foi perdendo a aparência rural de seus vales e jardins para dar lugar aos grandes edifícios.


O túnel levou um ano para ser construído e custou aos cofres públicos 17.192 mil contos de réis. A obra fazia parte do famoso Plano de Avenidas, elaborado por Maia no início dos anos 30 para o prefeito Pires do Rio.
Em 2001 a via subterrânea foi rebatizado de Daher E. Cutait pela prefeita Marta Suplicy (PT), mas o nome "não pegou" e ficou apenas grafado nas placas entre parênteses.

Veja também:

>> Como era São Paulo sem o edifício Martinelli
>> Como era São Paulo sem o Minhocão
>> Como era São Paulo sem o Jóquei Clube

>> Como era São Paulo sem o Teatro Municipal
>> Como era São Paulo sem sacos de lixo

>> Como era São Paulo em o Vale do Anhangabaú

>> Como era São Paulo sem asfalto
>> Como era São Paulo sem cinema
>> Como era São Paulo sem estádios de futebol
>> Como era São Paulo sem a Estação da Luz
>> Como era São Paulo sem a Marginal do Tietê
>> Como era São Paulo sem shopping Center
>> Como era São Paulo sem Corpo de Bombeiros
>> Como era São Paulo sem o Mercado Municipal
>> Como era São Paulo sem água encanada
>> Como era São Paulo sem a via Anchieta
>> Como era São Paulo sem a Catedral da Sé
>> Como era São Paulo sem a Avenida Sumaré
>> Como era São Paulo sem iluminação pública
>> Como era São Paulo sem o autódromo de Interlagos
>> Como era São Paulo sem o viaduto do Chá
>> Como era São Paulo sem o aeroporto de Congonhas

>> Como era São Paulo sem semáforos


Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | Instagram | # Assine
 
Viu essa página?

John Kennedy assassinado

Há 55 anos, presidente dos EUA era baleado no Texas John Kennedy assassinado

Veja a edição completa de 23/11/1963

Tópicos
ver todos