ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Como escolher um colégio no século passado

Preparar moças para administração do lar e escolas com métodos estrangeiros eram opção

07 de janeiro de 2016 | 16h 13
Estadão Acervo

Escolher qual escola os filhos devem frequentar não é tarefa fácil. Qual método de ensino e benefícios são alguns diferenciais na hora da escolha, hoje e ontem. No passado, a preparação moral - e doméstica para as meninas - e para o ensino superior eram os principais destaques dos anuncios das escolas da capital e interior publicados no Estado



O Estado de S. Paulo - 28/12/1877

Além das matérias clássicas, o internato para meninas da Escola Americana preparava as moças para uma 'boa direção de uma casa de família'. 

O Estado de S. Paulo - 2/2/1879

Educação à francesa no Colégio Franco Brazileiro. Com destaque para a história sagrada, ou religião, no primeiro ano do ensino. 

O Estado de S. Paulo - 14/1/1914

Escolas de outros estados também anunciavam no jornal, pois não era incomun os filhos serem enviados para internatos em outras cidades. Em 1914, o colégio Anglo-Mineiro publicou anúncio vendendo seu método completamente baseado no inglês, "reconhecido como o melhor em seus effeitos sobre a formação do caracter e o desenvolvimento physico dos alunos". A maioria dos professores vinham da Inglaterra, com exceção dos de línguas estrangeiras.

O Estado de S. Paulo - 16/1/1916

No colégio Bernadino de Campos preparava os alunos para os cursos superiores utilizando o mesmo métido de ensino americano, isto é, 'racional, inductivo e analytico'.

O Estado de S. Paulo - 24/1/1917

Muito verde no colégio Macedo Soares que ficava na Vila Mariana, zona sul de São Paulo.

Tag: educação

# Assine |  # Licenciamento de conteúdos Estadão |

>> ACESSE TODAS EDIÇÕES DO JORNAL

Proclamação da República

Veja essa e outras capas históricas Proclamação da República

# Capa do jornal de 16/11/1889

Tópicos
ver todos