ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

De um levante fracassado, ergueu-se Hugo Chávez

Nas páginas do 'Estado', 20 anos da trajetória de um líder controverso

05 de março de 2013 | 19h 00
Liz Batista

Uma tentativa de golpe de Estado, em fevereiro de 1992, lançou para o cenário político internacional aquele que comandaria a Venezuela por quase 14 anos.

O homem avesso à imprensa, que fechou emissoras de TV e rádio sob a acusação de que elas integravam um complô para derrubá-lo, acabou se convertendo em um dos principais personagens das manchetes de todo o mundo.

Hugo Chávez morreu nesta terça-feira, 5, aos 58 anos. Após passar dois meses em  Cuba para tratamento de um câncer, descoberto em 2011, retornou a  Caracas, onde permaneceu internado em um hospital militar.

 



O Estado de S.Paulo,05/02/1992



Chávez comanda tentativa de golpe contra Andrés Pérez



O Estado de S.Paulo, 26/03/1992




Chávez ganhas as manchetes e sua popularidade cresce na Venezuela


Nos últimos 20 anos, o Estado acompanhou de perto sua trajetória de enfrentamento com vários setores da sociedade de seu país.



O Estado de S.Paulo, 09/12/2001





Venezuelanos entram em greve contra um pacote de leis lançado por Chávez




O Estado de S.Paulo, 12/04/2002






Mais de 150 mil pessoas marcham contra Chávez pedindo sua renúncia



O Estado de S.Paulo, 15/04/2002


 

Depois de 48 horas detido por membros das Forças Armadas, Chávez volta ao poder

Afirmando ser o sucessor de Simón Bolívar, Chávez esculpiu sua imagem política misturando em sua ideologia nacionalismo, socialismo, populismo e antiamericanismo.


Seu levante contra governantes corruptos encontrou ressonância popular. Os venezuelanos, que sofriam com um crescente abismo socioeconômico, foram às urnas em 1998 e elegeram-no presidente.



O Estado de S.Paulo, 29/11/1998





Chávez aparece como favorito na disputa presidencial de 1998



O Estado de S.Paulo, 07/12/1998



Eleito presidente com uma ampla vantagem, Chávez chega ao poder



O Estado de S.Paulo, 01/08/2000



Chávez é reeleito sob nova Constituição e obtém maioria na Assembleia


Depois de vários referendos, quatro eleições presidenciais de onde saiu vitorioso (1998, 2000, 2006 e 2012), da instituição da Constituição Bolivariana (1999), e da implementação da Lei Habilitante, que lhe concedeu poderes para promulgar medidas econômicas e políticas por meio de decretos, Chávez deixa como legado seu projeto bolivariano, ao qual podem tanto ser creditadas a redução da disparidade econômica quanto a forma controversa que se relacionou com as instituições.


O Estado de S.Paulo, 17/08/2004







Chávez vence com 58,3% dos votos um referendo sobre a revogação de seu mandato 






O Estado de S.Paulo, 05/12/2006



Com 61,62% dos votos, Chávez obtém sua maior votação, é reeleito presidente


O Estado de S.Paulo, 09/10/2012

  

Com câncer, Chávez é eleito para o 4.º mandato, com um discurso mais moderado

 

Veja tudo que foi publicado sobre Hugo Chávez nas páginas do Estadão

Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | Instagram | # Assine

Viu essa página?

Anúncio de lança-perfume em 1929

Entorpecente era permitido e sucesso no carnaval Anúncio de lança-perfume em 1929

Veja a edição completa de 13/1/1929

Tópicos
ver todos