ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Fotos Históricas: caça ao jacaré no Tietê

'Teimoso' estava tomando sol às margens do rio; fugiu dos Bombeiros e provocou congestionamento

25 de junho de 2015 | 14h 30
Rose Saconi

Curisosos pararam o trânsito na marginal para acompanhar a caça ao jacaré. Clóvis Ferreira/Estadão

Um legítimo jacaré pantaneiro tumultuou o cotidiano da maior cidade brasileira em agosto de 1990. O animal foi responsável por um congestionamento de cerca de três horas na marginal do Tietê, entre as pontes da Vila Guilherme e Vila Maria, na zona norte.

O jacaré foi flagrado por moradores da região tomando sol na margem esquerda do poluído rio. Ele recebeu o nome de Teimoso dos paulistanos, que aglomeravam-se na via e nas pontes para vê-lo. Até hoje não se sabe como o animal foi parar lá. A versão mais provável é a de que ele era criado em cativeiro e seu dono, com medo de ser multado pela Polícia Federal, jogou o jacaré no rio.

O Estado de S. Paulo - 22/8/1990

Caça. Mesmo tendo apenas cerca de um metro de comprimento, ele deu trabalho. Cinco bombeiros e cinco guardas florestais tentaram capturá-lo por vários dias, mas o bicho fora sempre mais rápido e escapava das armadilhas de rede. Os bombeiros desculpavam-se afirmando que não estavam acostumados com esse tipo de trabalho. Apenas dois meses depois Teimoso foi capturado no Rio Pinheiros.


Depois de 2 meses de buscas, Teimoso foi capturado e levado para o zoológico. Orlando Kissner/Estadão


Para ver outras 'Fotos Históricas', navegue na galeria.


Tags: Animal, São Paulo

# Assine |  # Licenciamento de conteúdos Estadão |

Viu essa página?

Anúncio de lança-perfume em 1929

Entorpecente era permitido e sucesso no carnaval Anúncio de lança-perfume em 1929

Veja a edição completa de 13/1/1929

Tópicos
ver todos