ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Governo Lula cancelou visto de repórter e recuou em 2004

Larry Rohter, do New York Times, havia escrito sobre consumo de bebidas alcoólicas pelo presidente

29 de julho de 2019 | 14h 58
Edmundo Leite - Acervo Estadão

A reportagem de um jornalista americano incomoda o presidente do Brasil e o Ministério da Justiça cancela o visto que autoriza a presença do repórter estrangeiro no País. O caso aconteceu em maio de 2004, quando o repórter Larry Rohter, do jornal The New York Times, publicou um texto em que mencionava o consumo de bebidas alcoólicas pelo presidente brasileiro, então no segundo ano de seu primeiro mandato. 

Jornal de 12/5/2004.

O artigo “Hábito de beber do líder brasileiro torna-se preocupação nacional”, publicado em 9 de maio de 2004 no jornal americano, o repórter afirmava que Lula “nunca escondeu sua predileção por uma copo de cerveja, uma dose de uísque ou, melhor ainda, um gole de cachaça, a forte bebida brasileira feita com cana de açúcar”

A reação do governo foi imediata. Após divulgar, no mesmo dia da publicação, uma nota em que se dizia "indignado" com a "reportagem caluniosa e difamatória" e dizer  que tomaria as medidas cabíveis, dois dias depois, o governo anunciava o cancelamento do visto de Rohter.  A punição ao jornalista foi anunciada pelo Ministério da Justiça, dizendo que sua presença no País era incoveniente:

“Em face de reportagem leviana, mentirosa e ofensiva à honra do Presidente da República Federativa do Brasil, com grave prejuízo à imagem do país no exterior, publicada na edição de 9 de maio passado do jornal The New York Times, o Ministério da Justiça considera, nos termos do artigo 26 da Lei nº 6.815, inconveniente a presença em território nacional do autor do referido texto. Nessas condições, determinou o cancelamento do visto temporário do sr.William Larry Rohter Junior."

Diante da reação contrária de várias entidades que saíram em defesa da liberdade de imprensa, inclusive do Judiciário, e da repercussão negativa no Brasil e no exterior, o governo voltou atrás no cancelemento do visto, ao dizer que considerava que o jornal americano se retratou e se desculpou, o que não aconteceu.  Veja nas páginas do jornal como foi o vai e vem do caso.

Jornal de 13/5/2004. Veja detalhes do caso.

Jornal de 13/5/2004.

Notícia de 14/5/2004.

Jornal de 14/5/2004.

Jornal de 15/5/2004.

> Veja as páginas nas versão galeria

# Assine |  # Licenciamento de conteúdos Estadão

# Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | instagram

Viu essa página?

Anúncio de lança-perfume em 1929

Entorpecente era permitido e sucesso no carnaval Anúncio de lança-perfume em 1929

Veja a edição completa de 13/1/1929

Tópicos
ver todos