ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Há 100 anos terminava a Primeira Guerra Mundial

Capitulação da Alemanha e armistício encerraram o conflito que mudou o mundo

09 de novembro de 2018 | 16h 50
Liz Batista - O Estado de S.Paulo

O Estado de S.Paulo- 13/11/1918

O Estado de S.Paulo- 13/11/1918

Há 100 anos chegava ao fim a Primeira Guerra Mundial. O conflito, que marcou o século 20, lançou nações de todo o mundo em uma guerra que durou quatro anos, mudou a relação de poder entre as potências globais e ceifou milhares de vidas - calcula-se que entre militares e civis cerca de 40 mil pessoas morreram. O armistício que colocou término aos combates foi assinado com a capitulação da Alemanha ante as nações aliadas, em 11 de novembro de 1918. E como precisava o documento, "às 11 horas do 11.º dia do 11.º mês" teve início o cessar-fogo.  

Cidadãos de Roma festejam o final da Primeira Guerra Mundial nas ruas da capital italiana, 1918.

Cidadãos de Roma festejam o final da Primeira Guerra Mundial nas ruas da capital italiana, 1918.

O Estado de S.Paulo - 13/11/1918

O Estado de S.Paulo - 13/11/1918

Do seu início da guerra em 1914 até seu fim em 1918, o Estado publicou O Boletim da Guerra, uma série de artigos analíticos, escritos pelo jornalista Julio Mesquita, proprietário do jornal. As edições digitais do Acervo Estadão guardam os registros da série que, semanalmente, narrava o avanço do conflito e analisava os interesses políticas dos governos envolvidos, “dando aos leitores uma visão global, clara e personificada da até então maior catástrofe da humanidade”, como colocou o jornalista José Maria Mayrink no Especial dos 100 anos da Primeira Guerra Mundial.

Soldados franceses e população comemoram o final do conflito nas ruas de Paris, 1918. 

Nos últimos 4 anos, o Acervo Estadão tem trazido na sua sessão Há um Século notas e telegramas que ilustraram o desenrolar do conflito. Também tem pontuado em matérias alguns dos mais importantes eventos da guerra como o assassinato do herdeiro do trono austro-húngaro, arquiduque Francisco Ferdinando, que precipitou à declaração de guerra do Império Austro-Húngaro contra a Sérvia; o conjunto de alianças político militares que lançou, uma a uma, as potências europeias para o confronto; a entrada do Estados Unidos na batalha; a participação do Brasil na Grande Guerra; a Revolução Russa que derrubou a monarquia dos Romanov, uma dinastia de mais 300 anos e instaurou o primeiro regime comunista do mundo.

Prisoneiros alemães felizes com a assinatura do armistício, 1918. 

Veja também:

# Primeira Guerra Mundial

# Santos Dumont quis participar da 1ª Guerra

# Sérvia é atacada. Começa a Primeira Guerra

# Atentado de Sarajevo: tiros que resultaram em guerra 

Há 100 anos, EUA declaravam neutralidade na Guerra

# Marne, a primeira grande vitória dos aliados

# O dia em que Paris deixou de ser a capital francesa

# Em meio à Guerra, uma pausa para o Natal

Edith Cavell, a primeira mártir da Grande Guerra

# Batalha de trincheiras marcou a Primeira Guerra

# Massacre de armênios completa 100 anos

# Há 100 anos mulheres impulsionavam Revolução Russa

# Há 100 anos, EUA abandonavam neutralidade e entravam na Primeira Guerra Mundial

# Assine |  # Licenciamento de conteúdos Estadão

# Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | instagram

Viu essa página?

John Kennedy assassinado

Há 55 anos, presidente dos EUA era baleado no Texas John Kennedy assassinado

Veja a edição completa de 23/11/1963

Tópicos
ver todos