ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Juan Carlos, o rei que sucedeu o ditador

Sucessor de Franco, rei guiou a Espanha por um processo pacífico de democratização

02 de junho de 2014 | 12h 38
Liz Batista

Coube ao rei Juan Carlos de Bourbon, que abdicou em favor do filho, príncipe Felipe, a tarefa de ser o chefe de Estado sucessor do general Francisco Franco, após 36 anos de um repressivo regime ditatorial na Espanha.

O Estado de S.Paulo -  02/11/1975

Como mostrou a cobertura do Estado em novembro de 1975, após a morte de Franco,  a Juan Carlos foi incumbida a missão de governar um país que ansiava por liberdade. Em seu primeiro pronunciamento à nação, o rei se transformou na esperança do país. Três dias após sua proclamação, o rei já dava seu primeiro passo para a liberalização da Espanha anistiando grande parte dos presos políticos e suspendendo a pena de morte para os crimes cometidos antes de sua posse.


O Estado de S.Paulo -  23/11/1975,  26/11/1975 e 21/11/1975 

 

Em 1969, Juan Carlos foi nomeado rei. Mas, somente em 1975, com a morte de Franco que o rei deu início ao processo pacífico de transição para a democracia, dentro de um sistema de monarquia parlamentarista. Em 15 de junho de 1977, foram realizadas as primeiras eleições livres na Espanha após a Guerra Civil de 1939.

O Estado de S.Paulo -  25/12/1977 e 17/6/1977



>> ACESSE TODAS EDIÇÕES DO JORNAL

Proclamação da República

Veja essa e outras capas históricas Proclamação da República

# Capa do jornal de 16/11/1889

Tópicos
ver todos