ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Lula teve habeas corpus negado pelo STM em 1980

Líder sindical ficou 32 dias preso em 1980 por comandar greve de metalúrgicos

05 de abril de 2018 | 0h 31
Acusado de violar a Lei de Segurança Nacional por liderar greve de metalúrgicos no ABC, Lula foi preso em sua casa no dia 19 de abril de 1980. Então presidente do sindicato da categoria, ele ficaria 32 dias preso. No meio do período de cárcere teve um pedido de habeas corpus julgado pelo Superior Tribunal Militar [STM], a instância máxima da justiça militar da época, quando o País vivia os primeiros anos da chamada 'abertura' da ditadura militar. O pedido foi negado por unanimidade e Lula só seria solto em 20 de maio, quando um juiz da auditoria militar revogou a prisão preventiva.  

Estadão - 3/5/1980

Trecho da página do Estadão de 3 de maio de 1980 com a notícia sobre a recusa do pedido de habeas corpus a Lula, preso por liderar greve dos metalúrgicos.

> Na ditadura, Lula foi condenado e depois absolvido
> Folheto de 1982 acusava Lula de ter casa no Guarujá

> A trajetória política de Lula

#Assine |  # Licenciamento de conteúdos Estadão |

# Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | Instagram

PÁGINAS HISTÓRICAS

Proclamação da República

Veja essa e outras capas que marcaram época Proclamação da República

Acervo Estadão

Tópicos
ver todos