ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Maior vestibular do País estreou sob tempestade

Alunos foram levados de helicóptero; aguaceiro atrapalhou, mas não cancelou o concurso

24 de setembro de 2013 | 11h 22
Rose Saconi

 
No primeiro vestibular da Fuvest, candidatos ilhados fazem a prova no Campo de Marte.Alfredo Rizzuti/Estadão


Uma tempestade típica de verão tomou São Paulo na noite de 18 de janeiro de 1977, véspera da última prova do primeiro vestibular da Fuvest, a Fundação Universitária para o Vestibular.
No dia do exame as marginais amanheceram alagadas e inundações em diversos pontos da cidade deixaram bairros isolados. A prova estava marcada para as 8 horas e tinha uma tolerância de 15 minutos de atraso mas, devido à situação, os coordenadores decidiram admitir a entrada de retardatários até as 11:15.

O diretor do cursinho Objetivo, João Carlos Di Gênio, veio com uma solução radical: alugou helicópteros e começou a recolher os alunos ilhados em vários pontos da cidade, levando-os para a Cidade Universitária, Faculdade Oswaldo Cruz e PUC. Pelo rádio, os estudantes eram orientados para que se dirigissem ao Campo de Marte, ou ao Clube Atlético Juventus.

Disputa. Centenas de candidatos correram para esses locais e "começaram a disputar, histericamente, cada nova vaga que surgia nos helicópteros", escreveu o Estado. Foi então que o coordenador da Fuvest, José Goldemberg, decidiu aceitar a sugestão do diretor do Objetivo e enviou para o Campo de Marte um professor, três fiscais e 150 provas, autorizando a aplicá-las aos candidatos em dois hangares do aeroclube.
A chuva não dava trégua e os helicópteros, conta do transporte. Um caminhão do Corpo de Bombeiros chegou, às 12h40, trazendo 40 vestibulandos que estavam ilhados no clube Juventus, na zona Leste. Muitos desses jovens fizeram a prova nervosos, famintos e encharcados.

O Estado de S. Paulo - 20/1/1977


Assim foi a estreia do maior e mais concorrido exame do País. Não houve sigilo, não houve limite de horário, alguns jovens chegaram às 16 horas e fizeram a prova normalmente. Vários candidatos que não conseguiram realizar o exame tentaram, inutilmente, conseguir da Fuvest uma nova oportunidade. Os coordenadores, porém, confirmaram que a prova não seria, em hipótese alguma, anulada.

Criação. A Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) foi criada em junho de 1976. Surgiu principalmente da necessidade da USP passar a selecionar seus próprios alunos. Até então, três fundações, Cescem, Cescea e Mapofei organizavam os exames para várias universidades públicas e particulares. A separação era por área; quem prestava Medicina se inscrevia no Cescem; Engenharia, na Mapofei e quem era da área de humanas ficava com o Cescea.


  Exames foram realizados em dois hangares do aeroclube. Alfredo Rizzuti/Estadão


FOTOS HISTÓRICAS

Leila Diniz e amigas em 1967

Veja essa e outras imagens que marcaram época Leila Diniz e amigas em 1967

Foto: Ywane Yamazaki/Estadão

Tópicos
ver todos