ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Multidões pediram por diretas e impeachment

Foi durante o Diretas Já que o País conheceu o maior movimento popular da sua história

18 de junho de 2013 | 11h 00
Carlos Eduardo Entini

Há pouco mais de 20 anos o Brasil não assistia tantas manifestações populares como as que vem ocorrendo. O último período foi durante o governo Collor. Durante o ano de 1992, várias cidades do País foram palco de passeatas pedindo o impeachment do presidente. Na maior delas, centenas de milhares de pessoas, foram às ruas vestindo preto em reação ao pedido de Collor para que a “maioria silenciosa” saísse de verde e amarelo.


Praça da Sé tomada durante o Comício Pró-Diretas. Oswaldo Luiz Palermo/Estadão


O maior movimento popular que o Brasil conheceu foi o 'Diretas Já'. Após 20 anos de ditadura militar, populares, artistas e políticos, saem às ruas para exigir o voto direto para presidente da República. Entre janeiro e abril de 1984, dezenas de comícios foram organizados nas principais cidades brasileiras. O maior deles, em São Paulo, contou com 1,5 milhão de pessoas e foi realizado no Vale do Anhangabaú. Durante a ditadura militar o País também viveu momentos efervescentes com movimentos contra o regime. Em um deles, a "Passeata dos 100 mil", reuniu intelectuais, artistas, padres, professores, entre outros, na zona conhecida como Cinelândia, no centro do Rio de Janeiro. A passeata foi uma manifestação de protesto contra a ditadura militar e em consequência do assassinato do estudante secundarista Edson Luís de Lima Souto, em março de 1968, no restaurante Calabouço, no Rio, durante confronto com a Polícia Militar. 


O golpe militar de 1964 foi precedido por grandes movimentos populares. Dias antes, A Marcha da Família com Deus pela Liberdade, reuniu centenas de milhares de manifestantes, em reação às reformas de base anunciadas pelo presidente João Goulart anunciadas durante outra grande manifestação realizada durante o comício na Central do Brasil, no Rio de Janeiro.

Leia mais:

Tarifa baixou após revolta do bonde no Rio em 1956

Protesto contra tarifa deixou 4 mortos em 1958

Ex-prefeita, já propôs tarifa zero


Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | Instagram | # Assine

>> ACESSE TODAS EDIÇÕES DO JORNAL

Proclamação da República

Veja essa e outras capas históricas Proclamação da República

# Capa do jornal de 16/11/1889

Tópicos
ver todos