ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

O Brasil no Real

Estadão publicou cadernos para orientar o leitor sobre a nova moeda

01 de junho de 2014 | 12h 43
Rose Saconi

O Plano Real comemora o seu 20.º ano de vida. Criado em 1.º de julho de 1994, no governo do então presidente Itamar Franco, o programa representava mais uma esperança para a população brasileira que pretendia ver o fim da inflação que chegava a 2.000% ao ano.


O Estado de S. Paulo - 1/7/1994


A expectativa era grande. Mesmo já habituado com as diversas trocas de moedas no País - era a 11.ª troca de sistema monetário e a 8.ª do nome da moeda - o brasileiro acordou nesse dia cheio de dúvidas. Todos queriam saber como e quando trocar o dinheiro antigo (cruzeiro real) pelo real. Como será feita a conversão? O que muda na remuneração da poupança? Como ficam os contratos da casa própria? E os preços do supermercado?

Para orientar o leitor sobre essas e outras dúvidas sobre a nova moeda, o Estado publicou dois cadernos especiais: O Brasil no Real e Guia do Real (veja as páginas abaixo).

Índice jornal - Além de uma didática tabela de conversão, o jornal trazia os novos preços de alguns produtos e serviços. Com a nova moeda, o preço da passagem de ônibus em São Paulo, por exemplo era R$ 0,50 - hoje, 20 anos depois, seria R$ 2,50, de acordo com o conversor de valores do Acervo Estadão que usa o preço de um exemplar de jornal como indexador do cálculo.

Nota de R$ 1 nasceu com apelido de 'verdinha'

>> Leia mais: Cédula sem 'Deus' vale até R$ 2.800

Páginas selecionadas pelo Editor

FOTOS HISTÓRICAS

Leila Diniz e amigas em 1967

Veja essa e outras imagens que marcaram época Leila Diniz e amigas em 1967

Foto: Ywane Yamazaki/Estadão

Tópicos
ver todos