ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

O final da Segunda Guerra Mundial nas páginas do Estadão

Com a rendição dos nazistas, mundo celebrou término do conflito na Europa em 08/5/1945

08 de maio de 2020 | 8h 10
Liz Batista - Acervo Estadão

O Estado de S.Paulo - 08/5/1945

clique aqui para ver a página

O Estado de S.Paulo - 08/5/1945

clique aqui para ver a página

A rendição incondicional do remanescente das forças nazistas às potências aliadas veio assinalar o fim de uma jornada de sangue, de dor, de morte e de destruição geral, a que pouquíssimos povos puderam escapar, mas que a todos feriu, direta ou indiretamente, tão entrelaçada é a existência das nações em nossa época. Nenhum acontecimento, depois da queda de Berlim, poderia despertar tantas e tão calorosas manifestações de jubilo quanto o término das hostilidades em solo europeu”, assim a edição do Estadão de 08 de maio de 1945  (sob intervenção) comunicou o fim da Segunda Guerra Mundial na Europa.

Soldados da FEB (Força Expedicionária Brasileira) são saudados ao voltarem da 2ª Guerra, Piracicaba, SP. 23/8/1945. 

O Estado de S.Paulo - 08/5/1945



clique aqui para ver a página

O Estado de S.Paulo - 08/5/1945

clique aqui para ver a página

A edição que mostra como o Brasil se juntou ao momento de celebração internacional é um registro histórico. No entanto, o Estadão não vivia a independência jornalística dos períodos democráticos. O jornal estava sob intervenção do DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda), órgão censor da ditadura do Estado Novo.  A linha editorial varguista se faz presente nas páginas que noticiaram o final do conflito mundial. Nelas, a figura do presidente Getúlio Vargas e do marechal Eurico Gaspar Dutra assumem papel central na narrativa que enaltecia estadistas e comandantes militares aliados como Franklin Roosevelt, Winston Churchill, Joseph Stalin, Charles de Gaulle, Dwight D. Eisenhower, George S. Patton e Bernard Montgomery.

O Estado de S.Paulo- 9/5/1945
clique aqui para ver a página

O Estado de S.Paulo- 9/5/1945
clique aqui para ver a página

Atos finais. As vitórias dos aliados em batalhas chaves, como no cerco a Stalingrado em 1943, na tomada da Itália iniciada em 1943 - fronte onde a Força Expedicionária Brasileira combateu - e o no bem sucedido desembarque das forças aliadas na Normandia em 6 de junho de 1944, impuseram derrotas pesadas ao Eixo e definiram o curso da guerra. 

Desembarque dos Aliados na costa da Normandia em 1944. 

O Estado de S.Paulo- 7/6/1944
clique aqui para ver a página

O Estado de S.Paulo- 7/6/1944
clique aqui para ver a página

O Estado de S.Paulo - 24/02/1945
clique aqui para ver a página

O Estado de S.Paulo - 24/02/1945
clique aqui para ver a página

O Estado de S.Paulo - 02/02/19453


clique aqui para ver a página

O Estado de S.Paulo - 02/02/19453


clique aqui para ver a página

No início de 1945, o final do conflito despontava no horizonte e as manchetes do jornal passaram a refletir o desfecho tão ansiado. Entre os meses que antecederam a total capitulação das forças nazistas, alguns momentos se destacam; como a libertação do campo de extermínio de Auschwitz-Birkenau na Polônia, a tomada de Iwo Jima pelos americanos no Pacífico, a execução de Benito Mussolini na Itália, a morte de Adolf Hitler e a tomada de Berlim pelos russos.

O Estado de S.Paulo – 21/01/1945
clique aqui para ver a página

O Estado de S.Paulo – 21/01/1945
clique aqui para ver a página

O Estado de S.Paulo – 24/02/1945
clique aqui para ver a página

O Estado de S.Paulo – 24/02/1945
clique aqui para ver a página

Benito Mussolini passa em revista tropas italianas, em 1937.

Benito Mussolini passa em revista tropas italianas, em 1937.

O Estado de S.Paulo - 22/04/1945
clique aqui para ver a página

O Estado de S.Paulo - 22/04/1945
clique aqui para ver a página

Adolf Hitler em 1939. Reprodução

Adolf Hitler em 1939. Reprodução

A guerra no Pacífico terminou em 2 de setembro do mesmo ano, com a rendição do Japão, último membro do Eixo à capitular. A ata de rendição do Japão foi assinada após os EUA terem lançado bombas atômicas contra as cidades de Hiroshima e Nagasaki.

O conflito, iniciado em 1939 com a invasão alemã da Polônia, varreu o globo e lançou 103 países à guerra. Um total estimado entre 70 e 85 milhões de vidas foram perdidas na Segunda Guerra Mundial, o equivalente a cerca de 3% da população mundial em 1940. 

Mais sobre a Segunda Guerra Mundial no Acervo Estadão:

#Tópico: Segunda Guerra Mundial

Personalidades:

#Perfil: Adolf Hitler

#Perfil : Benito Mussolini

Notícias:

#Albert Einstein, uma voz contra o nazismo

#As leis antissemitas na Alemanha nazista

#A invasão da Polônia

#Japoneses atacam Pearl Harbor

#'Dia D' mudou rumo da Segunda Guerra

#A bandeira americana em Iwo Jima

#A execução de Mussolini

#A morte de Hitler

#As bomba atômicas contra Hiroshima e Nagasaki

#Saiba o que foi o Plano Marshall

#Tribunal de Nuremberg: o horror no banco dos réus

# Nazismo no discurso de Roberto Alvim vai além da citação a Goebbels

#Dops definia nazismo como extremismo de direita

Acervo Estadão

Todas as edições | Censuradas | Tópicos | Personalidades | Lugares | Páginas da História

PÁGINAS HISTÓRICAS

Proclamação da República

Veja essa e outras capas que marcaram época Proclamação da República

Acervo Estadão

Tópicos
ver todos