ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

O último voo de Amélia Earhart

Aviadora norte-americana desapareceu em 1937, quando tentava dar a volta ao mundo

01 de julho de 2012 | 14h 51
Rose Saconi e Lizbeth Batista


Arquivo/AE


Há 75 anos, a aviadora norte-americana Amélia Earhart, então com 40 anos, decolou com um pequeno bimotor Electra partindo de Oakland, na Califórnia, com o sonho de ser a pioneira da aviação a cruzar o globo terrestre em seu ponto mais longo, o Equador. Nenhum homem, ou mulher, jamais haviam tentado tal façanha.

2/7/1937 -  No começo da viagem, Amélia enviou a mensagem: "Tudo vai bem a bordo"



O sonho de Amélia, porém, acabou em tragédia. Depois de completar 22 mil milhas das 24.557 da viagem, seu avião desapareceu no voo entre Lae, na Nova Guiné, e a Ilha Howland, nos Estados Unidos.

6/7/1037 - Começam as buscas e nenhum vestígio do avião foi encontrado


20/7/1937 - Amélia Earhart é considerada morta. A pioneira e sua aeronave sumiram no mar

PÁGINAS HISTÓRICAS

Proclamação da República

Veja essa e outras capas que marcaram época Proclamação da República

Acervo Estadão

Tópicos
ver todos