ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Os 70 anos do Príncipe do Samba

Compositor e cantor foi criado no berço chorinho

12 de novembro de 2012 | 12h 34
Rose Saconi


Loredano

"Paulinho da Viola só tem duas certezas na vida. Uma delas, de que nasceu para saber samba. A outra, de que é preciso dizer alguma coisa em cada música", escreveu o Jornal da Tarde em 1966, quando Paulo César Baptista de Faria, já conhecido como Paulinho da Viola, tinha apenas 23 anos de idade.
Hoje, o reverenciado compositor faz 70 anos. Criado no berço do chorinho, foi acolhido pelas rodas de samba da Velha Guarda da Portela. No fim dos anos 60 começou a se tornar o novo 'Príncipe do Samba'. No Acervo, as críticas, entrevistas e histórias desse música que "nasceu e se criou no samba".

Jornal da Tarde, 15 de novembro 1966



O Estado de S. Paulo, 9 de dezembro de 1969 - Elogiado pelo crítico de música do Estado
"A esplêndida composição de Paulinho da Viola despontou como a melhor música do 5.ª Festival de Música Popular Brasileira".




O Estado de S. Paulo, 24 de abril de 1987
- Em entrevista ao Caderno 2: "Canto de olhos fechado, pois canto para mim. Às vezes não me acho um bom cantor. Não quero mostrar minha voz, mas o que estou cantando".




O Estado de S. Paulo, 23 de novembro de 1996 - Nesta entrevista, histórias de seu passado e as influências que definiram sua música.



O Estado de S. Paulo, 8 de agosto de 2003 - Vida do compositor é contada no documentário Paulinho da Viola - Meu tempo é hoje, dirigido por Izabel Jaguaribe, com roteiro do jornalista e escritor Zuenir Ventura.



O Estado de S. Paulo, 15 de maio de 2005



O Estado de S. Paulo, 18 de fevereiro de 2007



O Estado de S. Paulo, 10 de dezembro de 2007

Viu essa página?

Anúncio de lança-perfume em 1929

Entorpecente era permitido e sucesso no carnaval Anúncio de lança-perfume em 1929

Veja a edição completa de 13/1/1929

Tópicos
ver todos