ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Pelé também é o rei das propagandas

Desde 1958, ex-jogador é um dos mais requisitados garotos-propaganda nas Copas

14 de junho de 2014 | 13h 33
Liz Batista


Com uma coroa e um cetro na mão, Pelé se despede da torcida na sua última partida pela Seleção Brasileira, em 11/07/1971


A Copa do Mundo aquece o mercado publicitário há décadas, o verde e amarelo toma conta dos anúncios. No País do futebol, associar seu produtos à Seleção ou a um craque é uma estratégia amplamente utilizada pelas empresas. Pelé, um campeão dos gramados, também é campeão do mercado anunciante. O ex-jogador, que empresta seu nome até hoje à uma marca de café, despertou o interesse do mercado publicitário já em seu primeiro mundial, em 1958. Foi garoto-propaganda de relógio digital, de uma gigante do varejo de móveis e eletrodomésticos do país, de bandeira de cartão de crédito, de ação social, do Guia OESP e muitos outros. O rei também emprestou seu prestígio para empresas internacionais. Estrelou campanhas para empresas como Nokia, Disney, Lufthansa e Mercedes. Hoje, seu nome vale milhões, sua marca é comparada à Coca-Cola.


O Estado de S.Paulo - Mundiais de 1958, 1962, 1966, 1970, 1986, 1990, 2002, 2006 e 2010


  

Pelé também estampou publicidades indiretas, como a da GM em 1962


 

Em 1970, Pelé era a imagem da vitória


 

Pele vestiu a camisa de campanhas sociais






Pelé, na moda desde 1958



Gerson, Romário, Ronaldo, Robinho, Neymar e Ganso - que não foram escalados para a Copa da África em 2010, mas formaram a dupla de ataque mais usada nas campanhas publicitárias daquele ano - também foram alguns dos craques que fecharam contratos grandes em tempos de mundial. Mesmo assim, ninguém tira a coroa de Pelé.


O Estado de S.Paulo- 17/7/1966 e 02/7/2010

 


A voz da emoção.
Famosos narradores esportivos também assumiram o posto de garotos-propaganda em Copas do Mundo. Em 1958, o sorridente comentarista esportivo TV, Luiz Mendes anunciava a televisão da Standard Electric, 'Eu também marquei um tendo comprado uma TV Standard Electric', dizia o anúncio. Narrador da Capa de 1970 na TV e na rádio Bandeirantes, Fernando Solera foi homenageado no anúncio do 'canal 13'. O radialista e locutor Osmar Santos fez anúncio de para concessionária de carros em 1986. Na Copa seguinte, em 1990, Osmar Santos foi garoto-propaganda da loja Buri - seu bordão 'vamos nessa, garotinho!' dava o tom do anúncio - e da rádio Record.

 

O Estado de S.Paulo- 06/7/1958, 23/6/1970 e 09/6/1990

 






FOTOS HISTÓRICAS

Leila Diniz e amigas em 1967

Veja essa e outras imagens que marcaram época Leila Diniz e amigas em 1967

Foto: Ywane Yamazaki/Estadão

Tópicos
ver todos