ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Prédios de São Paulo: Santa Cecília

Fácil acesso ao transporte é atrativo do bairro desde 1900; antes o bonde, hoje é o metrô

14 de abril de 2014 | 12h 35
Cley Scholz
O anúncio publicado no Estadão, no dia 11 de novembro de 1945, apresentava o Condomínio Santa Cecília, na Rua Martim Francisco esquina com a Baronesa de Itu, no bairro de Santa Cecília. A grande vantagem em destaque era a facilidade de condução: ônibus Conselheiro Brotero na porta, bonde e ônibus a poucos metros, na Rua das Palmeiras e Avenida Angélica.


O Estado de S.Paulo- 11/11/1945




O edifício, com todos os apartamentos de frente, também oferecia "moderno abrigo antiaéreo", atrativo comum nos prédios lançados em São Paulo nos tempos da Segunda Guerra mundial. Os apartamentos tinham sala, banheiro, cozinha, "quarto de criada" e terraço, mas não contavam com garagem. A construtora Coelho Pinoti oferecia financiamento em até 15 anos, ou 35% de desconto no pagamento à vista.


>> Acompanhe a série 'Prédios de São Paulo'


No Centro, a poucas quadras da avenida Paulista, o imóvel  fica perto do largo de Santa Cecília onde em 1895 começou a ser erguida a igreja do bairro. O templo tem telas do pintor Benedito Calixto sobre a vida de Santa Cecília, padroeira dos músicos. 


>>O prédio hoje



Confira abaixo, em 'Páginas Selecionadas' como o fácil acesso aos bondes era um dos atrativos que valorizava o bairro. Apesar deste transporte ter deixado de circular no início dos anos 1960, Santa Cecília ganhou uma estação de metrô no dia 10 de dezembro de 1983.  

Páginas selecionadas pelo Editor

>> ACESSE TODAS EDIÇÕES DO JORNAL

Proclamação da República

Veja essa e outras capas históricas Proclamação da República

# Capa do jornal de 16/11/1889

Tópicos
ver todos