ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Saiba quem foi prefeito de São Paulo. Haddad é o 70º

Nem todos foram eleitos diretamente. Na maior parte do tempo, cidade foi governada por indicados

26 de outubro de 2012 | 21h 53
Carlos Eduardo Entini, Rose Saconi e Liz Batista

A conta está ficando boa. Dos 113 anos que São Paulo é administrada por prefeitos, na maior parte do tempo foi com eleitos indiretamente ou indicados. Mas o jogo está para virar, e o paulistano está prestes a completar 57 anos com prefeitos escolhidos por voto direto.

Pela história do País, repleta de golpes e quarteladas, um empate já é vitória. Acompanhe, abaixo, os ciclos que alternaram voto direto e escolhas indiretas, pelos quais a cidade passou e conheça todos os políticos que ocuparam o cargo de prefeito, seja ele eleito, indicado ou interino. Com a vitória de Haddad, ele será a 70ª pessoa a ocupar o cargo.

1899 - Intendentes e prefeitos

Antes do cargo de prefeito, criado em 1899, São Paulo era administrada por intendências com função executiva  e ocupadas pelos vereadores. Originalmente foram quatro intendências: a de Justiça, Polícia, Higiene e Saúde Pública, Obras Municipais e de Finanças. O cargo de prefeito surgiu para centralizar a administração. Antonio da Silva Prado, o primeiro a ocupar o cargo, foi indicado pelos vereadores. Prado foi o que mais tempo ficou na Prefeitura, 12 anos.

 
 
 
1898- Vereadores indicaram  Antonio da Silva Prado

1911- Duprat promete  desempenhar bem o cargo

1914- Homenagens ao novo prefeito, Washington Luís

Ocupante
Mandato Cargo
Antonio da Silva Prado 07/01/1899 - 15/01/1911 Prefeito
Asdrúbal Augusto do Nascimento
Vice
Pedro Vicente de Azevedo
Presidente da Câmara
Raymundo da Silva Duprat 16/01/1911 - 14/01/1914 Prefeito
João Mauricio de Sampaio Vianna
Vice
Washington Luís Pereira de Souza 15/01/1914 – 15/01/1917 Prefeito

1917 - Eleição direta

Washington Luís foi o primeiro em muitas coisas: eleito pelo voto direito, a ter dois mandatos - o primeiro foi por indicação dos vereadores. E também o primeiro a renunciar ao cargo. Ele abandonou o posto para assumir o governo do Estado.No seu lugar ficou Álvaro Gomes da Rocha Azevedo, o primeiro vice eleito a assumir o posto. Ele ficou 153 dias à frente da administração. No total, os vices comandaram a cidade por mais de um mandato.


1916- Washington Luís de novo no cargo, agora pelo voto direto



1919- Rocha Azevedo, primeiro vice a assumir o cargo

 
1925- Eleição de Pires do Rio


Ocupantes Mandato Cargo
Washington Luís Pereira de Souza 15/01/1917 – 16/8/1919 Prefeito
Álvaro Gomes da Rocha Azevedo
Vice
Firmiano Morais Pinto 16/01/1920 - 15/01/1926 Prefeito
Henrique de Souza Queiroz
Vice
Luiz Augusto Pereira de Queiroz
Vice
Luciano Gualberto
Vice
José Pires do Rio 16/01/1926 - 23/10/1930 Prefeito

1930 - Revoluções e interventores

Com a Revolução de 30, na sequência a de 32 e o Estado Novo, a cidade rompe com o primeiro ciclo democrático que conheceu. Ele durou 13 anos e nove meses durante a República Velha. Em 23 anos de golpes, quarteladas e ditaduras, a cidade teve 21 prefeitos entre indicados pelos interventores estaduais, governo federal e interinos. Os paulistanos ficaram 22 anos e cinco meses sem escolher o administrador da cidade, o maior período que a cidade já viveu.

 

1930- Cardoso de Mello, Indicado pelo governo

 

1934- Fábio da Silva Prado, instituído pelo interventor 


 

 1938- Em entrevista, planos de Maia para a cidade

 




Ocupantes Mandato Cargo
Joaquim José Cardoso de Mello Neto 24/10/1930 - 05/12/1930 Prefeito
Luiz Inácio Romeiro de Anhaia Mello 06/12/1930 - 25/07/1931 Prefeito
Francisco Machado de Campos 26/07/1931 - 13/11/1931 Prefeito
Luiz Inácio Romeiro de Anhaia Mello 14/11/1931 - 04/12/1931 Prefeito
Henrique Jorge Guedes 05/12/1931 - 23/05/1932 Prefeito
Goffredo Teixeira da Silva Telles 24/05/1932 - 02/10/1932 Prefeito
Arthur Saboya 03/10/1932 - 28/12/1932 Diretor de Obras
Theodoro Augusto Ramos 29/12/1932 - 01/04/1933 Prefeito
Arthur Saboya 02/04/1933 - 22/05/1933 Diretor de Obras
Oswaldo Gomes da Costa 23/05/1933 - 30/07/1933 Prefeito
Carlos dos Santos Gomes 31/07/1933 - 21/08/1933 Prefeito
Antonio Carlos Assumpção 22/08/1933 - 06/09/1934 Prefeito
Fábio da Silva Prado 07/09/1934 - 30/04/1938 Prefeito
Paulo Barbosa de Campos Filho
Diretor do Dep. Jurídico
Fabio Egydio de Oliviera Carvalho   Diretor Sec. Justiça
Francisco Prestes Maia 01/05/1938 - 10/11/1945 Prefeito
Abrahão Ribeiro 11/11/1945 - 14/03/1947 Prefeito
Christiano Stockler das Neves 15/03/1947 - 28/08/1947 Prefeito
Paulo Lauro 29/08/1947 - 25/08/1948 Prefeito
Milton Improta 26/08/1948 - 03/01/1949 Secretário de Finanças
Asdrúbal Euritysses da Cunha 14/01/1949 - 27/02/1950 Prefeito
Lineu Prestes 28/02/1950 - 31/01/1951 Prefeito
Armando de Arruda Pereira 01/02/1951 - 07/04/1953 Prefeito
 

1953 - Voto e renúncias

O segundo ciclo democrático foi inaugurado com a eleição de Jânio Quadros e durou 16 anos. Em seu primeiro mandato de prefeito da cidade – outro foi na década de 1980 -, Jânio se afastou duas vezes do cargo. Na primeira, pediu licença para concorrer ao governo paulista. No lugar, Porfírio da Paz comandou a cidade por 194 dias. Jânio venceu a eleição, voltou ao cargo por um mês, e renunciou para assumir o governo. Levou junto Porfírio, também vice na chapa na eleição estadual de 1954.

Quem completou os 142 dias restantes foi o vereador William Salem. A legislação da época previa uma nova eleição caso o prefeito saísse na primeira metade do mandato. Na segunda, a Câmara dos Vereadores escolheria outro, no caso, Salem. Com a renúncia de Jânio foi convocada uma eleição extraordinária. O senador Lino de Mattos foi eleito, mas renunciou nove meses depois por incompatibilidade.

 

 1953 -  Jânio assume como prefeito e Porfírio como vice



1957 - Adhemar deBarros vence 


 

 1961- Maia é eleito com mais de 50% dos votos

 
Prefeitos Mandato Cargo
Jânio da Silva Quadros* 08/04/1953 - 01/07/1955 Prefeito
José Porfírio da Paz
Vice
William Salem
Presidente da Câmara
Juvenal Lino de Mattos 02/07/1955 - 07/04/1957 Prefeito
Wladimir de Toledo Piza
Vice
Adhemar Pereira de Barros 08/04/1957 - 07/04/1961 Prefeito
Cantídio Nogueira Sampaio
Vice
Manoel de Figueiredo Ferraz
Presidente da Câmara
Francisco Prestes Maia 08/04/1961 - 07/04/1965 Prefeito
José Vicente Faria Lima 08/04/1965 - 07/04/1969 Prefeito
Leôncio Ferraz Junior
Vice
* O mandato original era de quatro anos. Jânio Renunciou na metade.
1969 - Golpe Militar e prefeitos biônicos

No princípio, o golpe militar, que durou mais de 20 anos, era para ser uma solução temporária. No primeiro momento o calendário eleitoral era para ser respeitado. Em 1964 estavam previstas as eleições municipais para 25 de outubro e, por causa do clima tenso, foram realizadas no ano seguinte, em 22 de março. O último prefeito eleito, antes da democratização, foi o brigadeiro José Vicente de Faria Lima. Depois que deixou o cargo em 1969,  a cidade teve sete prefeitos indicados pelo governador paulista.

 

1969- O primeiro biônico, Paulo Maluf


 

1975 - Olavo Setúbal, Promessa de ampliar àreas verdes


 

 1983 - Mário Covas, último biônico


Prefeitos Mandato Cargo
Paulo Salim Maluf 08/04/1969 - 07/04/1971 Prefeito
José Carlos de Figueiredo Ferraz 08/04/1971 - 27/08/1973 Prefeito
João Brasil Vita
Presidente da Câmara
Miguel Colasuono 28/08/1973 - 16/08/1975 Prefeito
Olavo Egidio Setubal 17/08/1975 - 11/07/1979 Prefeito
Carlos Eduardo Sampaio Dória
Presidente da Câmara
Reynaldo Emygdio de Barros 12/07/1979 - 14/05/1982 Prefeito
Antonio Salim Curiati 15/05/1982 - 10/05/1983 Prefeito
Francisco Altino Lima
Presidente da Câmara
Mario Covas 11/05/1983 - 31/12/1985 Prefeito
Marcos Mendonça
Presidente da Câmara

1986 - O maior período de democracia

Em 1985, terminada a abstinência eleitoral imposta pela ditadura militar, os paulistanos voltam às urnas e escolhem pela segunda vez Jânio Quadros. Desde então, a cidade vive o maior período de democracia da sua história. Em 2013 a cidade completará 27 anos administrada por prefeitos eleitos. Em 2012 os paulistanos foram às urnas pela 17ª vez.

 

1985- Contrariando as pesquisas, Jânio é eleito


 

1988 - PT chega à Prefeitura da capital paulista


 

 2008- Reeleito após mandato de quase 3 anos como vice


Prefeitos Mandato Cargo
Jânio da Silva Quadros 01/01/1986 - 31/12/1988 Prefeito
Arthur Alves Pinto
Vice
Antônio Sampaio
Presidente da Câmara
Cláudio Lembo
Secr. Negócios Jurídicos
Luiza Erundina de Souza 01/01/1989 - 31/12/1992 Prefeito
Luís Eduardo Greenhalgh
Vice
Paulo Salim Maluf 01/01/1993 - 31/12/1996 Prefeito
Sólon Borges dos Reis
Vice
Celso Pitta 01/01/1997 – 31/12/2000 Prefeito
Régis de Oliveira
Vice
Marta Suplicy 01/01/2001 - 31/12/2004 Prefeito
Hélio Bicudo
Vice
José Serra 01/01/2005 – 31/12/2008 Prefeito
Gilberto Kassab
Vice
Roberto Trípoli Presidente da Câmara
Antonio Carlos Rodrigues
Presidente da Câmara
Gilberto Kassab 01/01/2009 – 01/01/2013 Prefeito
Alda Marco Antonio
Vice

Agradecimentos: Antonio Sergio Ribeiro, com seu banco de dados de prefeitos que foi a base da pesquisa, e à assessoria de imprensa da Câmara Municipal.

Veja também:
# 20 anos de decisão no segundo turno em São Paulo
# História das 16 eleições diretas para prefeito de São Paulo
# O passado dos candidatos à Prefeitura desvendado
# 
Vices comandaram São Paulo por mais de um mandato
#
Virada de Haddad sobre Serra quebra tabu do 2º turno

# Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | Instagram | # Assine

Viu essa página?

Capas históricas: 11 de setembro

Pesquise e acesse todas as edições do jornal Capas históricas: 11 de setembro

Veja a edição completa de 12/11/2001

Tópicos
ver todos