ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Teatro São Pedro completa 100 anos

O teatro na Barra Funda é segundo mais antigo da cidade ainda em funcionamento

21 de janeiro de 2017 | 12h 09
Carlos Eduardo Entini


A inauguração do São Pedro foi cancelada por falta de alvará de funcionamento. Na foto, o teatro em 1922. Reprodução

Em 21 de janeiro de 1917 o público da cidade ganhava mais uma casa de espetáculos. Localizado no bairro da Barra Funda, na rua de mesmo nome, o Teatro São Pedro é o segundo teatro mais antigo em funcionamento. O primeiro é o Teatro Municpal inaugurado em 1911. O prédio foi erguido em 10 meses e a abertura ao público era para ter sido em 16 de janeiro. Mas ficou faltando o alvará de funcionamento e o teatro só abriu suas portas no dia 21. 

O Estado de S. Paulo - 16/1/1917

Mas no dia 15 o teatro foi apresentado para a imprensa e autoridades. O relato do evento, publicado no dia seguinte no Estadão (imagem acima), deu muitos detalhes de como era o teatro originalmente. É um relato importante pois ele passou por diversas reformas e adaptações, uma delas em 1967 (ver reportagem abaixo). Na parte interna do teatro, descreve o repórter, a plateia comporta 800 cadeiras, possue 28 frisas  e mais 28 camarotes, e ao fundo um balcão com cerca de 100 cadeiras.



Outra curiosidade é que o mobiliário importado dos Estados Unidos não foi entregue a tempo, e 'a inauguração fez-se com mobilario comprado á ultima hora, e que dentro de poucos dias será substituído', informou o repórter do Estado.


Atrações dos primeiro dia do teatro publicado em 21 de janeiro. 

E pelo jeito ficaram faltando móveis pois o relato do repórter nota que no hall não havia nenhum, mas em breve 'será ricamente mobiliado'. O Teatro São Pedro era dos mesmos donos do cine Barra Funda que funcionava em frente a ele. Com a abertura antecipada sem alvará, os donos do teatro correram para o teatro se adequar à legislação. Em nota do dia 20 de janeiro lemos que a empresa correu atrás do prejuízo 'fazendo trabalhar dia e noite uma turma de operarios, afim de poder franquear ao publico, hoje o elegante e solido teatro'. Não estão descritos quais problemas o projeto apresentou, mas provavelmente tinham relação com a segurança do público. Na mesma nota lê-se 'devem terminar hoje diversas obras complementares (...) indicadas pela Prefeitura, para maior commodidade do publico'.

A esforço deu certo, o alvará foi concedido e teatro abriu ao público no dia 21. O São Pedro se juntou às grandes casas de espetáculos da cidade, como o Sant'Anna, São José, Cassino Antarctica, Teatro Boa Vista (que pertencia ao Estadão) e o Municipal. Com exceção do Municipal, o teatro São Pedro e os outros eram considerados cine-teatros. Suas atrações variavam entre peças teatrais e filmes. O primeiro dia de funcionamento só teve cinema. Na 'deslumbrante matinée chic', a primeira atração do teatro, foi a apresentado 'Choque Mortal'. Depois da 'matinée' foi a vez da sessão noturna. A sessão começou as 20 horas com o 'Film Jornal' trazendo as principais notícias do Rio de Janeiro.

Saiba mais como foram os 100 anos do teatro com imagens e páginas do Estadão clicando na imagem abaixo.


#Assine |  # Licenciamento de conteúdos Estadão |
# Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | Instagram |

>> ACESSE TODAS EDIÇÕES DO JORNAL

Proclamação da República

Veja essa e outras capas históricas Proclamação da República

# Capa do jornal de 16/11/1889

Tópicos
ver todos