ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Vila Esperança, um carnaval criado por espanhóis

Imigrantes começaram uma das festas mais tradicionais da cidade na década de 1920 tocando murgas

13 de fevereiro de 2015 | 19h 01
Carlos Eduardo Entini

O carnaval de Vila Esperança, na zona Leste de São Paulo, foi durante décadas uma das mais animadas e concorridas festas de rua da cidade. Não é a toa que Adoniran Barbosa escreveu uma canção especialmente para ele. Segundo reportagem do Estado, em 1980, a festa teve mais de 150 mil visitantes.

 


Carnaval na Vila Esperança em 1967. Ywani/Estadão

Murgas. Foram os imigrantes espanhóis com suas murgas que iniciaram a brincadeira na década de 1920 As murgas têm origem na cidade espanhola de Cadiz, explica o jornalista uruguaio Leonardo Moreira. Na tradição espanhola, elas eram formadas por músicos fantasiados tocando instrumentos de percussão (pratos, tambores) que se juntavam nos dias de festas e batiam de porta em porta das casas na esperança de receber algum dinheiro. As murgas, juntamente com o candombe, ainda é tradição no carnaval do Uruguai, sobretudo em Montevidéu, “ela veio para o Rio da Plata na mão dos imigrantes andaluzes”, completa Moreira. Para ver como é uma murga no Uruguai, clique aqui.


Segundo a publicação “Arte em Revista – Carnaval de Vila Esperança”, o primeiro conjunto foi a “La Murga del Tio Curro”. Curro, ainda segundo a revista, era o chefe do grupo. Em 1946, o carnaval da Vila Esperança criou outra tradição, a batalha de confete. No decorrer dos anos a festa foi se transformando. Surgiram os grêmios e clubes que colocavam seus blocos nas ruas, carros alegóricos e desfiles de escolas de samba.

O Estado de S. Paulo - 20/2/1977
 

Segundo a subprefeitura da Penha, nesse ano o carnaval mais tradicional da cidade promete retomar a batalha dos confetes. Os desfiles de blocos e das escolas de samba acontecem na Avenida Alvinópolis, em frente à estação do metrô Vila Matilde.

Veja também:

O chefe da polícia mandou avisar: nada de máscaras

Clóvis Bornay contra o resto no baile do Municipal

Primeiro carnaval oficial de São Paulo foi em 1968

Alugar janela era negócio no carnaval de SP

Nem 'chuva manhosa' desanimava foliões em 1901

Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | Instagram | # Assine 

PÁGINAS HISTÓRICAS

Proclamação da República

Veja essa e outras capas que marcaram época Proclamação da República

Acervo Estadão

Tópicos
ver todos