Busca
Busca por data

Vingadores da Marvel ao vivo no Brasil em 1981

Multidão acompanhou a chegada dos super-heróis no Aeroporto de Congonhas rumo ao Playcenter

03 de maio de 2019 | 19h 43
Edmundo Leite e Liz Batista - Acervo Estadão

Só faltou o Homem de Ferro [naqueles dias Tony Stark não estava com a moral que tem hoje]. Não era a luta das nossa vidas, mas o fascínio era o mesmo. Os míticos heróis Vingadores da Marvel não estavam em telas 3D de cinema naquele 4 de outubro de 1981, mas apareceram em carne e osso, roupas de pano e espumas para encantar crianças ao vivo no Brasil.

A chegada dos "verdadeiros" Homem Aranha, Thor, Capitão América, Incrível Huck, Mulher Aranha, Miss Marvel, e A Coisa, vindos dos Estados Unidos, levou uma multidão de crianças e pais e ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. O clima era de comoção, com crianças chorando, emocionadas e expressões incrédulas diante dos heróis materializados ali na sua frente. Tinha gente, e criança, até em cima da marquise, como mostram as incríveis imagens feitas pelo fotógrafo Rolando de Freitas.

Se hoje as fantasias dos atores soam toscas como a dos vendedores de algodão-doce nas praias e parques, na época não era bem assim. Tanto que os atores anônimos fantasiados de super-herói foram a atração principal do também mítico Playcenter, o parque de diversões dos sonhos da garotada naquela época. A turma de heróis chegou com antecedência para o Dia da Criança e o Super Festival da Criança, que se estenderia até 2 de novembro .

Sem precisar de jóias do infinito, viaje no tempo com o relato do repórter anônimo no Jornal da Tarde e reviva a grandiosidade do evento protagonizado por aqueles inocentes Vingadores em 1981.

"A festa promovida pelo Playcenter, para dar início ao Mês da Criança começou às 10h30, com a banda e um grupo de bichinhos simpáticos animando o público, concentrado no saguão da Ponte Aérea, no pátio, em frente, e no terraço acima. O Homem Aranha, Miss Marvel, o Homem de Pedra, o Duende Verde, Thor, o Capitão América, a Mulher Aranha, e o Incrível Huck - mais ansiosamente aguaradado - deveriam chegar dos Estados Unidos por volta de 11 horas, e o grande acontecimento foi fartamente anunciado por meio de alto-falantes. A sensação foi enorme, a as reações das crianças as mais variadas, ao ver de perto os heróis que animam suas tardes pela tevê.

Para organizar a festa, o Play Center contou com a colaboração da Varig e do Corpo de Bombeiros, que colocoun dois de seus carros à disposição, para transportar os super-heróis pelas ruas de São Paulo, à vista de todo o público que os seguiu, em caravana, até o Play Center, a partir do meio-dia. Os carros subiram a 23 de Maio, seguindo pela Avenida Bandeirantes, Ibirapuera, voltando à Rubem Berta, para depois pegarem a avenida Paulista e Consolação até o começo, parando por alguns minutos em frente à loja Mappin, promotora da festa, junto com o Play Center. Dali, seguiram pela avenida Tiradentes, até a Marginal Tietê, chegando ao Play Center às 13h30.

Como nem os super-heróis são de ferro, eles aproveitaram uma horinha para descansar da viagem "estafante", para depois alegrarem os visitantes do Playcenter durante toda a tarde. Ali esles ficarão durante todo o mês de outubro, no horário normal de funcionamento do parque..."

> Abra galeria de fotos em outra janela

Veja também:

> Todo dia era dia da criança no Playcenter

> King Kong no Playcenter

> Orcas no Playcenter

> Era uma vez em SP... Playcenter

> Playcenter era a nossa Disneylândia

# Assine |  # Licenciamento de conteúdos Estadão

# Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao | instagram

Viu essa página?

Anúncio de lança-perfume em 1929

Entorpecente era permitido e sucesso no carnaval Anúncio de lança-perfume em 1929

Veja a edição completa de 13/1/1929

Tópicos
ver todos