ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Rio Tietê

Um dos principais afluentes de São Paulo

28 de novembro de 2012 | 16h 28

Importante para a capital paulista, o Rio Tietê era um ponto de lazer para os paulistanos, sediando inclusive provas de remo e natação até a década de 50, quando a poluição em virtude do esgoto doméstico e industrial, tornou insustentável qualquer prática aquática no local.

A trecho do Tietê que atravessa a cidade passou por inúmeras obras desde 1841. Incluindo a retificação que deixou a várzea do rio habitável e diminuiu seu traçado na área urbana, de 46 para 26 km. Porém, a ocupação da várzea não resolvou o problema da enchente. Nos anos 1990 o aprofundamento da calha minimizou as inundações, mas a solução só será efetiva se o trabalho de dragagem não for interrompido. O projeto de ser navegável na área urbana não saiu do papel, no entanto em outra partes do rio no interior paulista, a navegação é uma realidade.

O rio sempre foi destino de esgoto. Uma matéria publicada no Estado em 17 de outubro de 1898, descrevia o resultado da pesquisa com a água do rio feita pelo Instituto Bacteriológico. A pesquisa analisou amostras colhidas de um rio “sujeito à contaminação de toda a espécie: recebe aguas servidas, dejecções de homens e animaes, nas margens encontram-se lavadeiras e tudo isso colloca a agua deste rio em condições perigosas”. A partir da década de 1990, diversos projetos tentam recuperar a vida do rio, mas em seu leito ainda continua sendo despejado esgoto sem tratamento.

Endereço: Salesópolis - Rio Paraná

Páginas selecionadas pelo Editor

FOTOS HISTÓRICAS

Leila Diniz e amigas em 1967

Veja essa e outras imagens que marcaram época Leila Diniz e amigas em 1967

Foto: Ywane Yamazaki/Estadão

Tópicos
ver todos