ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Solar da Marquesa

Museu da cidade de São Paulo

28 de novembro de 2012 | 16h 33

O prédio, localizado na Rua do Carmo, no centro de São Paulo, é um típico exemplar da arquitetura do século 18. Ficou conhecido como “Solar da Marquesa” devido a sua residente mais famosa, a Marquesa de Santos, amante do Imperador D. Pedro 1º.

Não existem dados sobre a construção mas seu primeiro dono foi o Brigadeiro José Joaquim Pinto de Morais Leme, entre 1739 e 1754. Apenas em 1834 o imóvel foi adquirido pela Marquesa, que o transformou no “Palacete do Carmo”, um centro da aristocracia onde eram realizados bailes de máscaras e saraus.  Após a morte da Marquesa o imóvel passou por diversos proprietários, incluindo a Cúria de São Paulo, que transformou o prédio em Palácio Episcopal e a Companhia São Paulo Gaz, que fez ali seu escritório. Em 1975, já pertencendo à prefeitura de São Paulo o imóvel virou patrimônio histórico.

Hoje, após uma reforma para remediar a descaracterização do imóvel ocorrida durante décadas, é a sede do Museu da Cidade de São Paulo.

Endereço: Rua Roberto Simonsen, 136

Páginas selecionadas pelo Editor

PÁGINAS HISTÓRICAS

Proclamação da República

Veja essa e outras capas que marcaram época Proclamação da República

Acervo Estadão

Tópicos
ver todos