ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Dercy Gonçalves

Dolores Gonçalves Costa
23/6/1907, Santa Maria Madalena (RJ) - 19/7/2008, Rio de Janeiro (RJ)

Iniciou a carreira no teatro de revista. Foi popularmente conhecida por suas entrevistas irreverentes, sempre com muito bom humor e o emprego constante de palavras de baixo calão. De origem humilde era filha de um alfaiate e de uma lavadeira que abandonou o lar ao descobrir a infidelidade do marido. Teve que aturar o pai bêbado em casa e sofreu muito com a ausência da mãe, de quem nunca mais teve notícia.

Aos dezessete anos, fugiu de casa e se juntou a uma companhia de teatro estreando a carreira artística  em 1929. Em 1930 fazendo dupla com Eugênio Pascoal se apresentou por cidades do interior de alguns estados, sob o nome de "Os Pascoalinos". Em 1934, teve um romance passageiro com o exportador de café mineiro Ademar Martins, do qual nasceu sua única filha, Dercimar. Se especializou na comédia e no improviso, participou do auge do Teatro de revista nas décadas de 1930 e 1940.

Em 1960 iniciou suas apresentações em diversos palcos brasileiros onde gradativamente introduziu um monólogo, no qual relatava fatos autobiográficos. Paralelamente  atuou em diversos filmes do gênero chanchada e comédias nacionais.

Na televisão, chegou a ser a atriz mais bem paga da TV Excelsior em 1963.Depois passou para a TV Rio. De 1966 a 1969 apresentou na TV Globo um programa de auditório de muito sucesso, Dercy de Verdade (1966-1969), que acabou saindo do ar com o início da Censura no país.

No final dos anos 1980, Dercy passou a integrar o corpo de jurado em diversos programas populares. No SBT voltou a experimentar um programa próprio que teve curtíssima duração.

Já idosa sofreu um desfalque nas economias por parte de um empresário, o que a fez retomar a carreira, já octogenária. Em 1985 recebeu o Troféu Mambembe, numa categoria criada especificamente para homenageá-la: Melhor Personagem de Teatro.

Em 1991, foi enredo ("Bravíssimo - Dercy Gonçalves, o retrato de um povo") do desfile da Unidos do Viradouro, na primeira apresentação da escola no Grupo Especial das escolas de samba do Carnaval do Rio de Janeiro. Na ocasião, Dercy causou polêmica ao desfilar, no último carro, com os seios à mostra.

No dia 23 de junho de 2007, Dercy Gonçalves completou cem anos com uma festa na Praça Coronel Braz, no centro do município de Santa Maria Madalena. Embora oficialmente tenha completado cem anos, ela afirmava que seu pai a registrou com dois anos de atraso, logo teria completado 102 anos de idade.

Foi este também o mês em que Dercy subiu pela última vez num palco: foi na comédia teatral "Pot-pourris" (espetáculo criado e dirigido pela dupla Afra Gomes e Leandro Goulart).

Morreu com 101 anos, no dia 19 de julho de 2008, no Hospital São Lucas, em Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro. A causa da morte teria sido uma complicação decorrente de uma pneumonia grave.

mulheres no Acervo

Páginas selecionadas pelo Editor

Viu essa página?

Anúncio de lança-perfume em 1929

Entorpecente era permitido e sucesso no carnaval Anúncio de lança-perfume em 1929

Veja a edição completa de 13/1/1929

Tópicos
ver todos