ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Elizabeth II

Elizabeth Alexandra Mary
21/4/1926, Londres (Inglaterra)

Ao nascer, a atual rainha era a terceira na linhagem do trono inglês. Antes dela estavam seu tio, o príncipe de Gales, que se tornaria o rei Eduardo 8º, e seu pai, que após ver seu irmão deixar o trono para se casar com uma americana divorciada se tornou Jorge 6º. Inicialmente foi educada em casa, por sua mãe, a Duquesa de York (futura Rainha Mãe) e ao lado de sua irmã, Margaret. Entretanto as atenções a ela mudaram quando passou a ser consorte direta ao trono inglês. Estudou francês e artes, aprendeu a cavalgar e nadar e foi introduzida na religião anglicana pelo arcebispo de Canterbury .

Com início da Segunda Guerra passou alguns anos escondida, morando na Escócia, Norfolk e no Castelo de Windsor até 1943, quando ingressou no Serviço Territorial Auxiliar das Mulheres, sendo uma segundo subalterna honorária. Prestou serviços de motorista e de mecânica.

Continuou com na vida pública após o conflito. Fez sua primeira viagem para o exterior em 1947, para a África do Sul. Ao voltar oficializou o relacionamento com o Tenente Philip Mountbatten, paixão desde os tempos da adolescência e seu primo em terceiro grau (ambos são trinetos da Rainha Vitória). O casamento aconteceu no mesmo ano, no dia 20 de novembro. Com o matrimônio, o noivo ganhou os títulos de “Sua Alteza Real” e de Duque de Edimburgo. O primeiro filho do casal, Charles, o Príncipe de Gales e herdeiro do trono, nasceria no ano seguinte, no dia 14 de novembro. A princesa Anne veio ao mundo dois anos depois, em 1950.

Com a saúde debilitada de Jorge 6º, Elizabeth começou a representar o pai em diversos eventos sociais e viagens. O rei faleceu em 06 de fevereiro de 52. Ela foi coroada na Abadia de Westminster no dia 02 de junho de 1953. Apesar da tradição da casa real assumir o nome do marido, mesmo que ele não seja rei, Windsor prevaleceu. Elizabeth tornou-se chefe da Igreja Anglicana (posteriormente a dinastia chamaria Mountbatten-Windsor) .

O terceiro filho, Andrew, nasceu em 1960. A rainha teria ainda mais uma criança, Edward, em 1964. Ambos foram os primeiros descendentes de um monarca inglês que vieram ao mundo durante o reinado.

Foi uma das chefes de estado que mais viajou na história, superando até mesmo o Papa João Paulo II. Logo após sua coroação fez um tour pelos países sob seu domínio. Passou por Austrália, Fijo e Nova Zelândia.  Atraia multidões pelas ruas, pois era a primeira rainha britânica a pisar naqueles territórios. Em 1965 foi a primeira monarca a visitar a Alemanha em 52 anos.

Em 1972 comemorou 25 anos de casada e em 1977 de sua coroação. Muito religiosa, teve problemas em sua família pela decisões matrimoniais. Sua irmã se divorciou em 77. Também teve problemas com Diana, jovem que se tornaria princesa após casar com o primogênito Charles.

Em 1982 a rainha sofreu um grande susto. Ao acordar em seu quarto se deparou com um intruso, o desempregado de 30 anos. Michael Fagan. Ela conseguiu chamar os seguranças que o detiveram. Um ano antes outro incidente já havia mostrado como a segurança da família real estava frágil, quando um jovem disparou tiros de festim contra a monarca que participava de um desfile a cavalo.

Em 1996 uma biografia sobre Elizabeth foi lançada e revelou que Philip Mountbatten havia sido infiel durante um tempo na relação. Apesar disso, a relação entre os dois não foi abalada, em 1997 completaram 50 anos de casados.
 
Em 2002 comemorou o Jubileu de Ouro completando 50 anos de reinado. A rainha mãe morreu pouco tempo depois com 101 anos de idade. Cinco anos depois, em 2007, se tornaria a mais velha monarca britânica, superando a Rainha Vitória. Em 2011 realizou mais uma viagem história sendo a primeira rainha inglesa a visitar a Irlanda após a independência da Ilha.

mulheres no Acervo

Páginas selecionadas pelo Editor

Viu essa página?

Anúncio de lança-perfume em 1929

Entorpecente era permitido e sucesso no carnaval Anúncio de lança-perfume em 1929

Veja a edição completa de 13/1/1929

Tópicos
ver todos