ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Leônidas

Leônidas da Silva
6/9/1913, Rio de Janeiro (RJ) - 24/1/2004, Cotia (SP)

Durante a Copa da França, em 1938 onde a seleção brasileira ficou com o modesto terceiro lugar, ele foi o artilheiro da competição com oito gols. Ganhou cinco campeonatos paulistas, entre 1943 e 1949 sempre jogando em grandes clubes paulistas. Porém foi no tricolor do Morumbi que atingiu o auge da carreira.

Um dos seus mais importantes feitos em campo ocorreu no dia 13 de novembro de 1948, numa partida entre São Paulo e Juventus, no estádio do Pacaembu. Aos cinco minutos do segundo tempo Leônidas da Silva recebeu a bola estando de costas para o goleiro Muniz, que ao se adiantar levou a famosa bicicleta. Foi o terceiro gol marcado num placar de 8 a 0 para o São Paulo.

O “Homem borracha” como também era conhecido, nasceu no Rio de Janeiro, no dia 06 de setembro de 1913. Filho de  Maria e Manoel Nunes da Silva, começou  a carreira em  1923, no infantil do São Cristóvão e logo depois em 1929 passou a jogar pelo Sírio Libanês F.C.. No mesmo ano disputou o Campeonato da Liga Brasileira pelo Sul América sagrando-se campeão. Em 1929 foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira, onde estreou com dois gols.

Em 1931 passou a atuar no Bonsucesso F.C. onde chegou a ser convocado diversas vezes para a Seleção Carioca. Dois anos depois foi para o Peñarol, do Uruguai onde conquistou o vice-campeonato nacional. No ano seguinte retornou ao Brasil para jogar pelo Vasco da Gama, ganhando o campeonato carioca de 1934.

Foi para o Botafogo em 1935, onde se destacou na conquista do bicampeonato carioca. No ano de 1938 foi artilheiro da Copa do Mundo, realizada na França, com oito gols. Curiosamente a seleção brasileira conseguiu sua melhor participação até então, ficando com a terceira colocação. Em 1939 esteve no Flamengo, onde participou do tri campeonato estadual do rubro-negro.

Em 1942 passou a vestir a camisa do São Paulo Futebol Clube, onde chegou a ter dificuldades financeiras devido ao atraso de pagamentos. Mesmo assim deu ao time cinco títulos de Campeão Paulista. Após abandonar os gramados em 1951 foi dirigente do clube, mas encerrou sua vida esportiva sendo um premiado comentarista ganhador de sete Troféus Roquette Pinto.

Durante trinta anos viveu em uma casa para tratamento de idosos, em Cotia, na grande São Paulo, tratamento de um câncer de próstata, diabetes e Alzheimer. Morreu  no dia 24 de janeiro de 2004, sem lembrar de muitas das vitórias obtidas em campo ou dos inúmeros  gols que fizeram a história do futebol brasileiro.

Páginas selecionadas pelo Editor

>> ACESSE TODAS EDIÇÕES DO JORNAL

Veja o jornal do dia que você nasceu

Busque a edição pela data de seu nascimento Veja o jornal do dia que você nasceu

# Capa com anúncio de lança-perfume em 1929

Tópicos
ver todos