ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Marconi

Guglielmo Marconi
25/4/1874, Bolonha (Itália) - 20/7/1937, Roma (Itália)

Seus pais eram Giuseppe Marconi, italiano, e Anna Jameson, irlandesa, um casal rico que propiciou ao filho boas condições de educação. Realizou os estudos primários em Bolonha e em Florença. Mais tarde, o jovem estudou em uma escola técnica de Livorno, onde realizou pesquisas sobre ondas eletromagnéticas a partir dos trabalhos de James Clerk Maxwell e Heinrich Hertz. Em 1894, nas proximidades de Bolonha, Marconi fez experiências de transmissão de ondas a centenas de metros usando antenas transmissoras e receptoras, no que foi um pioneiro.

Em 1896, tendo recebido poucos incentivos para continuar seus estudos na Itália, mudou-se para Londres, onde patenteou seu sistema de telegrafia sem fio. Na Inglaterra, recebeu apoio e incentivo de William Preece, chefe de Engenharia Elétrica do Serviço Postal Britânico. Nessa época, fundou sua empresa de comunicação, a Marconi's Wireless Telegraph Company Limited.

Em março de 1897, conseguiu transmitir sinais de código Morse a uma distância de cerca de seis quilômetros. No dia 13 de maio de 1897, enviou o primeiro sinal de comunicação sem fio através do mar. A distância atravessada foi, novamente, de cerca de seis quilômetros. Nesse período, impressionado pelas descobertas de Marconi, William Preece apresentou o trabalho do inventor italiano em duas conferências: “Telegrafia sem fio”, ocorrida no Toynbee Hall no dia 11 de dezembro de 1896 e “Enviando sinais pelo espaço sem fios” apresentado à Royal Institution no dia 4 de junho de 1897. Gradualmente, o jovem se tornou o centro das atenções internacionalmente, tendo sido convidado a realizar experiências de comunicação na Itália a pedido do governo.

Em 1899, foi estabelecido o primeiro aparato de comunicação radiotelegráfica entre a França e a Inglaterra, através do Canal da Mancha. Em 1901, os Estados Unidos da América e a Europa foram integrados por meio desta tecnologia. Em 1912, Marconi conseguiu transmitir uma mensagem da Inglaterra à Austrália. Em 1920, surgiu a primeira rede intercontinental de comunicação por rádio. Em 1930, o italiano acendeu duas mil lâmpadas a uma distância de 17 mil quilômetros para as instalações da “Exposição Eletrotécnica”. No ano seguinte, a proeza foi repetida, tendo o inventor italiano colocado em funcionamento, através do atlântico, as lâmpadas para a inauguração do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro. Quando esteve no Brasil, foi homenageado e recebido com entusiasmo.

No dia 6 de março de 1905, casou-se com Beatrice O'Brien, com quem teve três filhos: Degna, Gioia e Giulio. O casal se divorciou em 1924, tendo o casamento sido anulado em abril de 1927. Em 1909, recebeu o Prêmio Nobel de Física ao lado de Karl Braun por sua revolução no mundo das comunicações. Em 1914, foi nomeado senador italiano e foi condecorado com uma cruz honorária da Ordem Real Vitoriana. Durante a Primeira Guerra mundial, foi nomeado tenente do exército italiano e comandante da marinha, tendo representado seu país na Conferência de Paz de Paris de 1919. Em 1918, recebeu uma medalha do Instituto Franklin em homenagem a suas contribuições tecnológicas.

Na década de 1920, aderiu oficialmente ao regime fascista italiano de Benito Mussolini, tendo ingressado no partido fascista em 1923. Em 1924, recebeu o título de marquês do rei Vitor Emanuel III. Em 1930, Mussolini nomeou Marconi presidente da Real Academia da Itália. Assim, tornou-se membro do Grande Conselho do Fascismo. Casou-se no dia 12 de junho de 1927 com Maria Cristina Bezzi-Scali, com quem teve uma filha, Maria Elettra Elena Anna. Em 1931, planejou a primeira transmissão de rádio do Papa, tendo inaugurado o primeiro serviço de rádio a microondas do Vaticano dois anos depois.

Faleceu com 63 anos, após sofrer sucessivos ataques cardíacos. O governo italiano celebrou um enterro oficial e as estações de rádio ao redor do mundo fizeram um minuto de silêncio. Suas patentes e seu pioneirismo foram contestados algumas vezes, mas foi consagrado como um revolucionário do rádio. 

Páginas selecionadas pelo Editor

PÁGINAS HISTÓRICAS

Proclamação da República

Veja essa e outras capas que marcaram época Proclamação da República

Acervo Estadão

Tópicos
ver todos