ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Michael Phelps

Michael Fred Phelps II
30/6/1985, Baltimore (EUA)

Parte de seu sucesso dentro das piscinas é explicado pela sua estrutura física. Tem um torso mais longo que o normal, braços com uma envergadura maior que sua altura e uma flexibilidade acima do comum nos pés, que os assemelham a um par de nadadeiras. Foi diagnosticado muito cedo com déficit de atenção. Não conseguia prestar atenção na escola, nem praticar atividades como ler. Nessa época uma professora fez um comentário falando que ele nunca seria nada na vida.

O que Phelps gostava mesmo era da piscina. Assistia suas duas irmãs mais velhas, Hillary e Whitney, treinarem (Whitney chegou a competir no Mundial de Natação de Roma e tentar uma vaga nos jogos Olímpicos de 1996). Aos 11 anos, Michael bateu o recorde americano nos 100m livre e chamou a atenção do treinador Bob Browman, que decidiu treiná-lo.

Os bons resultados levaram Phelps, com apenas 15 anos, para a Olimpíada de  Sidney em 2000. Era o atleta mais novo da delegação americana desde 1932. Em sua primeira participação chegou em quinto lugar nos 200m livre, competindo contra atletas mais experientes.

Foi uma preparação para o que estava por vir. Em 2001 bateu o recorde nos 200m livre no Mundial de Natação realizado em Fukuoka no Japão. Foi o mais jovem nadador a conseguir o feito. Dois anos depois, no Mundial de Barcelona, bateria cinco recordes mundias e se tornaria o nadador do ano pela primeira vez. Nessa período participou também seu primeiro Pan-Pacific,em Yokohama, no Japão, conquistando um total de cinco medalhas, três de ouro (4x100, 400 e 200 medley) e duas de prata (200 borboleta e 4x100 livre).

O jovem nadador chegou à Olimpíada de Atenas em 2004 com boas expectativas. Foi além delas. Conquistou seis medalhas de ouro (100m e 200m borboleta, 200 e 400m medley, 4x200 livre e 4x100 medley) e duas de bronze (200m livre e 4x100 livre). Conquistou também diversos recordes na competição.

Ficou uma medalha de igualar o também americano Mark Spitz como recordista de medalhas de ouro em uma única edição dos jogos. Phelps ficou obstinado a conquistar também está marca e passou a treinar como nunca visando os próximos jogos Olímpicos.

No mesmo ano em que apareceu como um dos maiores atletas do esporte mundial, revelou sua vocação para polêmicas. Foi preso dirigindo alcoolizado e ficou sob a vigilância do estado por um ano, tendo que prestar serviços comunitários.

No Mundial de 2005 em Montreal conquistou cinco vezes o lugar mais alto do pódio, ficando uma vez em segundo. Em 2006, competiu no Pan-Pacific de Victoria, no Canadá, onde obteve cinco medalhas de ouro (200m e 400m medley, 4x100 e 4x200 livre e 200m borboleta) e uma de prata (200m costas). Em Melbourne 2007 tornou-se o maior vencedor de mundiais de natação, conquistando sete ouros.

Finalmente nas olímpiadas de Pequim, em 2008, após longos meses de preparação, Phelps conquistou oito medalhas de ouro, vencendo todas as finais que disputou e sendo o atleta que mais conquistou pódios em uma única edição dos jogos. Mais do que o melhor atleta da atualidade, muitos passaram a considerá-lo o melhor da história pelo desempenho.

Em 2009, nova polêmica. Foi revelada uma foto sua fumando maconha. Foi suspenso por três meses das competições e ainda perdeu alguns contratos de publicidade. No mesmo ano competiu fora de forma no Mundial de esportes aquáticos de Roma e conquistou cinco medalhas de ouro, mas perdeu nos 200m livre e ainda viu seu recorde na prova ser batido pelo alemão Paul Bierdemann.

Seu último Pan-Pacific foi em 2010, quando conquistou cinco ouros (100 e 200m borboleta, 4x100 e 4x200 livre e 4x100 medley). Em 2011 participou de seu último mundial em Xangai, onde obteve quatro medalhas de ouro.Deve se despedir da carreira de atleta na Olimpíada de Londres, em 2012.

Páginas selecionadas pelo Editor

>> ACESSE TODAS EDIÇÕES DO JORNAL

Proclamação da República

Veja essa e outras capas históricas Proclamação da República

# Capa do jornal de 16/11/1889

Tópicos
ver todos