ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Mike Tyson

Michael Gerald Tyson
30/07/1966, Nova York

Nasceu no bairro do Brooklin e teve uma infância difícil. Foi abandonado pelo pai aos dois anos. Também perdeu a mãe muito cedo. Já aos 10 anos de idade caiu na criminalidade, bebendo, fumando e assaltando. Foi preso e levado para o reformatório de Tryron, onde iria ter seu primeiro contato com o boxe.

Após levar uma surra do ex-lutador e funcionário da instituição, Bobby Stewart, foi apresentado ao treinador Cus D'Amato. Rapidamente percebeu que o jovem Tyson tinha futuro dentro do ringue. Aos 15 anos já lutava em campeonatos amadores, ganhando todas as lutas por nocaute.

Realizou sua primeira luta profissional em 06 de março de 1985. Com apenas 18 anos de idade. Enfrentou Hector Mercedes e o derrotou por nocaute. Foram mais 15 lutas no ano, todas por nocaute, sendo 14 no primeiro assalto e 1 no segundo. Cus D'Amato morreu nesse ano e não chegou a ver seu pupilo fazer história no esporte.

Em 1986 Tyson protagonizou uma sequência de 12 lutas vencidas por assalto que culminaram na disputa pelo título de campeão mundial dos pesos pesados da CMB (Confederação Mundial de Boxe). A luta seria contra Trevor Berbick. O oponente não teve chance e foi nocauteado logo no segundo assalto. Ele se tornou o campeão mundial mais jovem dos pesos-pesados, com apenas 20 anos.

Em sua primeira luta no ano seguinte, outro título, o de campeão da AMB (Associação Mundial de Boxe), enfrentando James Smith no dia 03 de março. Em agosto foi a vez de Tony Tucker, detentor do cinturão da FMB (Federação Mundial de Boxe) perder o posto. Mike Tyson se tornou o primeiro lutador a unificar os cinturões das três organizações do esporte.

Casou-se com a modelo Robin Gives em 88. Começou a lutar menos, apesar de continuar vencendo. Foram apenas três lutas naquele ano (todas contra nomes de renome como Larry Holmes). Tyson passou a figurar nas páginas policias, por conta de intrigas com a família, supostas tentativas de suícidio e agressões.

O turbilhão que passava a vida pessoal de Mike veio à tona em 1989, quando sua esposa pediu divórcio e o acusou de ser mániaco-depressivo. O mal momento afetou também a vida profissional do atleta, que em 90 sofreu sua primeira derrota. Em 11 de fevereiro foi nocauteado por James “Buster” Douglas no 10º assalto. O mundo do boxe assistiu incrédulo Mike “Iron” Tyson ir ao chão.

As coisas só piorariam para o ex-campeão mundial em 1991. Foi acusado de estupro pela candidata a Miss Negra Americana, Desirée Washington. Foi condenado a seis anos de cadeia, com possibilidade de ter 1 dia de pena reduzido a cada 24h de bom comportamento.

Passou três anos preso. Na cadeia não pode treinar boxe, mas se dedicou a manter a forma. Também estudou muito, lendo de tudo (acabou tatuando nos ombros o rosto de seus dois ídolos, Mao Tsé-Tung e o tenista americano Arthur Ashe).

Foi libertado e voltou a competir. Sua primeira luta foi contra o desconhecido boxeador irlandês Peter McNeeley. Seu desejo era trilhar um caminho que o levasse a unificar novamente os três títulos. Em março de 96 venceu Frank Bruno e retomou o cinturão da CMB.  Em seu caminho estava Evander Holyfield. Na primeira luta Tyson perdeu, mas pediu uma revanche. Reclamou das cabeçadas do rival. No segundo embate, mordeu e arrancou parte da orelha do adversário, sendo suspenso do esporte.

Decretou falência em 2003 com dívidas na casa dos 40 milhões de dólares. Em 2005 encerrou definitivamente a carreira. No ano seguinte sofreu um grande baque em sua vida com a morte da filha, Exodus, que foi encontrada enforcada por um cabo de uma esteira na casa da família. Foi preso mais uma vez por porte de cocaína e por dirigir alcoolizado. Recentemente participou de alguns filmes e deu ênfase à sua carreira musical. Foi casado duas vezes e tem quatro filhos de diferentes mulheres.

Páginas selecionadas pelo Editor

FOTOS HISTÓRICAS

Leila Diniz e amigas em 1967

Veja essa e outras imagens que marcaram época Leila Diniz e amigas em 1967

Foto: Ywane Yamazaki/Estadão

Tópicos
ver todos