ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Renato Russo

Renato Manfredini Júnior
27/3/1960, Rio de Janeiro (RJ) – 11/101996, Rio de Janeiro (RJ)


O expoente da geração Coca-Cola, como o próprio cantor o denominou, passou a infância no Rio de Janeiro e mudou-se para Nova York aos sete anos, acompanhando o pai, funcionário público do Banco do Brasil,  transferido para os Estados Unidos. Ali permanece até 1969 e entra em contato com a cultura norte-americana. No retorno ao País, muda-se para a Ilha do Governador e, a partir de 1973, vive em Brasília, cidade que se tornaria o palco do rock brasileiro dos anos 1980. O período determinante de sua formação musical ocorre aos 15 anos, quando é diagnosticado com uma doença óssea e, tendo que permanecer por um longo tempo se recuperando da enfermidade, dedica-se a ouvir músicas de diversos artistas e estilos. Nessa época, surge o desejo de se tornar músico, e o nome artístico do cantor já começa a se esboçar, quando fantasia ser o vocalista Eric Russel, da banda imaginária 42nd Street Band, numa homenagem ao filósofo inglês Bertrand Russel.

Forma a primeira banda em 1978, o Aborto Elétrico, grupo punk formado em conjunto com os irmãos Felipe e Flávio Lemos, além do sul-africano André Pretorius, e que contou posteriormente em sua composição com o músico Ico Ouro Preto. Em virtude de divergências internas entre os integrantes, o grupo é desfeito em 1982, mesmo ano em que Renato Russo forma o grupo mais representativo do rock nacional: o Legião Urbana. Composto pelo baterista Marcelo Bonfá, o guitarrista Dado Villa-Lobos e o contrabaixista Renato Rocha, o grupo liderado pelo vocalista Renato Russo lança os LPs "Legião Urbana" (1984), "Dois" (1986) e "Que país é este?" (1987), consolidando-o como um dos mais influentes da década. São destes álbuns as músicas “Será”, “Geração Coca-Cola”, “Tempo Perdido”, “Eduardo e Mônica” e “Faroeste Caboclo”, entre outros sucessos da banda.

 

 Em sua fase inicial, o grupo contou também com os músicos Ico Ouro Preto, Eduardo Paraná e Paulo Paulista, que se desligaram assumindo novos compromissos profissionais. Com a saída de Renato Rocha, a banda de rock brasileiro mais cultuada pela juventude da época mantém a formação de trio e grava o disco "As Quatro Estações" (1989), com “Pais e Filhos”, “Meninos e Meninas” e “Monte Castelo”. Este álbum vende mais de um milhão de cópias e lança a carreira do grupo definitivamente para o estrelato. Após o lançamento de "V" (1991), o quinto álbum da banda, o cantor enfrenta crises com álcool e drogas, problemas com os quais lidava desde os 16 anos, e interrompe a turnê de divulgação do disco. Com o grupo, o artista grava também o CD duplo ao vivo "Música para Acampamentos" (1992), "Descobrimento do Brasil" (1993) e "A tempestade ou o Livro dos Dias" (1996). O último show da banda ocorre em janeiro de 1995, em Santos.

Paralelamente ao trabalho com o Legião Urbana, inicia a carreira solo em 1993, com o álbum "The Stonewall Celebration Concert", um título em alusão aos 25 anos da rebelião de homossexuais ocorrida nos Estados Unidos. Canta em inglês 21 clássicos do pop norte-americano de artistas consagrados como Bob Dylan, Billy Joel e Madonna. O sucesso da produção o leva a realizar pesquisas na Itália para o seu disco solo seguinte, cantado em italiano. Surge então "Equilíbrio Distante" (1995). Portador do vírus da AIDS durante seis anos, falece aos 36, vítima de broncopneumonia e infecção urinária, deixando um filho de sete anos. O anúncio oficial do fim das atividades do grupo é dado uma semana depois. No ano seguinte à sua morte, é lançado o disco póstumo "O Último Solo" e, em 1999, o especial "Acústico MTV", gravado pela banda no Hippodromo, em São Paulo, sete anos antes. Apesar de encerrada há mais de dez anos, a banda formada por Renato Russo continua fazendo sucesso entre milhares de fãs, e a história da banda é sempre resgatada em livros, documentários e filmes. Muitos tributos são feitos em homenagem ao artista que ao longo do tempo se transformou em mito.

Páginas selecionadas pelo Editor

PÁGINAS HISTÓRICAS

Proclamação da República

Veja essa e outras capas que marcaram época Proclamação da República

Acervo Estadão

Tópicos
ver todos