ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Roberto Carlos

Roberto Carlos Braga
19/4/1941, Cachoeira do Itapemirim (ES) 

Ficou conhecido como o “Rei” enquanto apresentava o programa Jovem Guarda na TV Record. É considerado um dos principais nomes da música brasileira não só no período da MPB, onde compunha ritmos animados mais ligados ao rock 'n roll, mas também posteriormente em sua fase mais romântica. Filho de Robertino e Laura Moreira Braga começou a estudar piano aos sete anos de idade. Um ano antes havia sofrido um grave acidente. Foi atropelado por uma locomotiva e perdeu uma perna passando a usar uma prótese.

Incentivado pela família começou a correr atrás do sonho de ser cantor. Aprendeu violão e entrou para o conservatório de sua cidade natal. Aos nove anos se apresentou pela primeira vez, cantando em programas da rádio local.



Seu contato com o rock foi inicio da década de 1950, quando se mudou para Niterói e conheceu artistas americanos como Elvis Presley, que começava a fazer sucesso na época. Sua primeira vez na televisão foi em 1957, cantando “Tutti Fruti” no programa Teletur da TV Tupi carioca.  O grande momento que ajudaria sua carreira deslanchar viria no ano seguinte, quando conheceu Erasmo Carlos e Tim Maia com quem formou o grupo “Sputniks”. Com a saída de Tim o grupo foi desfeito e Roberto Carlos passou a cantar sozinho no Hotel Plaza.

Conheceu Carlos Imperial, que além de empresário apresentava o “Clube do Rock” na TV Tupi. Agenciado por ele, gravaria pela Polydor um compacto 78 rpm com “João e Maria”. Foi um fracasso com poucas vendas. Com isso teve seu contrato residido pela gravadora. Foi para a Columbia onde recebeu a sugestão de não gravar nem bossa nova nem rock, mas sim “música da juventude”. Tentou em seu primeiro LP, “Louco Por Você” um estilo bolero e chá-chá-chá, o que não deu certo também.

O sucesso viria com a parceria com Erasmo Carlos em 1962. Compondo com ele fez sucessos como “Parei na Contramão”, faixa do álbum “Splissh Splash”, lançado no mesmo ano. Em setembro de 63 outro hit: “Calhambaque”, parte de outro LP de sucesso “É Proibido Fumar”.

Já conhecido nacionalmente foi convidado pela TV Record para apresentar um programa dominical. O "Jovem Guarda" marcou época tendo ao lado de Roberto o parceiro Erasmo Carlos, o “Tremendão” e Wanderléia, apelidada de “Ternurinha”. O programa serviu tanto para consagrar Roberto Carlos quanto para lançar jovens artistas.

Em 1966 lançou o LP “Jovem Guarda” com o sucesso “Quero que tudo vá para o Inferno”. A música seria negada posteriormente pelo “Rei” que entendeu que a letra ia contra suas crenças católicas. Uma briga com Erasmo colocou a parceria em suspensão por algum tempo. Nesse período compôs sozinho músicas como “A Namoradinha de um Amigo Meu” parte do álbum “Roberto Carlos”.

Estreou como ator no mesmo ano, no filme “Em Ritmo de Aventura”. Com o fim da Jovem Guarda em 69, passou a se dedicar a um gênero mais romântico, marcado pela vitória no Festival de San Remo na Itália. Também fez mais participações no cinema (seu último filme foi nessa década: “Roberto Carlos a 300 km por hora”).

Todos seus discos a partir de 69 tinham como título apenas Roberto Carlos e passaram a ser identificados pela música mais popular.  Em 70 lançou “Jesus Cristo” marcando o início de sua maior aproximação com a religião. No ano seguinte “Detalhes” conquistaria o Brasil.

Em 1974 gravou um especial de fim de ano para a TV Globo que teve uma grande audiência e se tornou uma tradição na emissora carioca. No ano seguinte lançou outro grande sucesso “Além do Horizonte”.

Sua carreira internacional começaria em 1981 quando gravou suas primeiras músicas em inglês. No mesmo ano lançaria um de seus maiores sucessos até hoje, “Emoções”. Nas décadas seguintes continuaria lançando diversos sucessos e sendo o artista que mais vendeu no Brasil. Fez parcerias com diversos artistas de diversos gêneros. Ficou marcado no final de 99 pela morte de sua esposa, Maria Rita, a quem dedicaria diversas músicas e shows nos anos seguintes. Seu último grande projeto foi um show na cidade de Jerusalém em 2011.

Páginas selecionadas pelo Editor

FOTOS HISTÓRICAS

Leila Diniz e amigas em 1967

Veja essa e outras imagens que marcaram época Leila Diniz e amigas em 1967

Foto: Ywane Yamazaki/Estadão

Tópicos
ver todos