ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Sean Connery

Thomas Sean Connery
25/8/1930, Edimburgo (Escócia)

O ícone do cinema começou sua carreira no teatro, como figurante e extra, em pequenos papéis. De origem humilde, abandona a escola ainda na adolescência para trabalhar em tempo integral. Aos dezesseis anos de idade, ingressa na marinha britânica, onde permanece por três anos. Trabalha como pedreiro, caminhoneiro, salva-vidas e polidor de caixões, e se torna praticante de fisiculturismo. Em 1950, quando já trabalhava como modelo de corpo na Escola de Arte de Edimbugo, obtém o terceiro lugar no Mister Universo daquele ano. É nessa época que inicia a carreira de ator, trabalhando em companhias teatrais. Estreia na televisão em 1956.

Mas é no papel de James Bond, o agente secreto 007, criado pelo escritor Ian Fleming, que o ator obterá fama internacional. Na década de 1960, estrela seis filmes como o espião britânico: "007 Contra o Satânico Dr. No" (1962), "Moscou contra 007" (1963), "007 contra Goldfinger" (1964), "007 Contra a Chantagem Atômica" (1965), "Com 007 Só se Vive Duas Vezes" (1967) e "007 Os Diamantes São Eternos" (1971).  Nesse período, permanece casado durante onze anos com a atriz australiana Diane Cilento, com quem teve o filho Jason Connery, também ator. Casa-se novamente em 1975, com a artista Michelinne Roquebrune.

Durante a década de 1970, atua também no filme "Assassinato no Expresso Oriente" (1974), baseado na novela policial de Agatha Christie, e também na adaptação de John Huston para a obra de Rudyard Kipling, "O Homem Que Queria Ser Rei" (1975), no romance medieval "Robin e Marian" (1976), entre outros filmes. Nos anos 1980, ressurge como um Bond mais maduro em "007 – Nunca Mais Outra Vez" (1983). Em 1986, no mesmo ano em que participa de "Higlander, o Guerreiro Imortal", é aclamado pela crítica por sua atuação no filme "O Nome da Rosa", baseado no romance homônimo do italiano Umberto Eco, pelo qual recebe o prêmio Bafta de melhor ator. No ano seguinte, interpreta o policial Malone no filme "Os Intocáveis", de Brian de Palma, ao lado de Kevin Costner e Robert de Niro. Por esta atuação, recebe o Globo de Ouro e o Oscar de melhor ator coadjuvante.

Aos 60 anos, é eleito o homem mai sexy do mundo pela revista americana People, em 1989 e participa de "Indiana Jones e a Última Cruzada", dirigido por Steven Spielberg. Durante a década de 1990, estrela diversos filmes de drama e ação, entre eles "Caçada ao Outubro Vermelho" (1990), "Higlander II – A Ressurreição" (1992), "Sol Nascente" (1993), "Justa Causa" (1995), "A Rocha" (1996), em que contracena com Nicolas Cage, "Armadilha" (1999), ao lado de Catherine Zeta-Jones, e "Encontrando Forrester" (2000), dirigido por Gus Van Sant. Sua última participação no cinema foi com o filme "A Liga Extraordinária", lançado em 2003. Também empresta sua voz no curta de  animação "Sir Billi the Vet" (2006) e no jogo para videogame "Moscou contra 007".

Paralelamente ao seu trabalho como ator, Sean Connery é também ativista político, lutando pela causa da independência da Escócia e apoiando organizações de direitos civis. Já recebeu diversas homenagens e condecorações, dentre elas a Legião de Honra do governo francês e o título de Doutor Honoris Causa da Universidade St Andrews, na Escócia. Em julho de 2000, foi agraciado com o título de Sir pela rainha da Inglaterra Elizabeth II, em cerimônia realizada em Edimburgo.  

Páginas selecionadas pelo Editor

PÁGINAS HISTÓRICAS

Proclamação da República

Veja essa e outras capas que marcaram época Proclamação da República

Acervo Estadão

Tópicos
ver todos