ir para o conteúdo
Busca
Busca por data

Xuxa

Maria da Graça Meneghel
27/3/1963, Santa Rosa (RS)

Seu nome foi escolhido devido a uma promessa do pai, que pediu a Nossa Senhora que salvasse a mãe e o bebê de uma gravidez de risco. Já o apelido foi dado pelo irmão mais velho, Vladimir. Ficou até os sete anos no Rio Grande do Sul. Após esse período, veio para o Rio de Janeiro junto com a família que se mudou devido ao emprego do pai, militar.

Foi somente aos 15 anos que sua carreira artística começou. Foi convidada durante uma viagem de trem por um funcionário da Bloch Editores para fazer um teste de modelo. Foi escolhida e aos 16 anos foi capa da revista “Carinho”. Acabou fazendo sucesso e sendo convidada para posar para os mais diferentes tipos de publicações. Foi contratada pela Ford Models. No ano seguinte conheceu Pelé, na época já aposentado dos gramados, durante uma sessão de fotos, e começou um romance com o “Rei do Futebol”

No ano seguinte já tinha o status de símbolo sexual. Posou nua diversas vezes para a Revista Ele & Ela e foi convidada para ser capa da Playboy de dezembro de 1982. No mesmo ano participou do filme “Amor, Estranho Amor”, onde aparecia fazendo sexo com um rapaz de 12 anos.

Todo esse currículo se mostrou extremamente prejudicial para a carreira de Xuxa nos anos seguintes. Mantendo a profissão de modelo, passou a apresentar o “Clube da Criança” na extinta TV Manchete. No mesmo ano estreou no cinema infantil participando do filme “Os Trapalhões na Arca de Noé”.

Ficaria na emissora até 1986, quando foi convidada pela Rede Globo para comandar o “Xou da Xuxa”. Com ajuda de Pelé, retirou do mercado toda publicação adulta que participou, querendo limpar sua imagem que agora rumava para um caminho diferente.


Nessa época criou algumas de suas marcas que lhe acompanham até hoje. Ganhou o apelido de “Rainha dos Baixinhos”. No programa, chegava em uma nave espacial rosa e apresentava brincadeiras e desenhos animados ao lado das Paquitas, que se tornaram outro símbolo de uma geração.

Sua carreira musical havia se iniciado em 1984 com o disco “Clube da Criança”. Entretanto foi com “Xou da Xuxa” (1986), “Xegundo Xou da Xuxa” (1987) e “Xou da Xuxa 3” (1988) que teve vendagens significativas (o terceiro álbum teve mais de 10 milhões de cópias vendidas). Entre as principais canções estão “Ilariê” e “Parabéns da Xuxa”, que viraram sucessos entre as crianças. Em 1988 começaria a namorar outro ídolo do esporte brasileiro, Ayrton Senna.

Além de seu programa diário, passou a apresentar “Bobeou, Dançou” aos domingos em 1989 e “Paredão da Xuxa” aos sábados em 1991. No mesmo ano ganhou um programa na televisão argentina, “El show de Xuxa” que era retransmitido para toda América Latina. Em 92 apresentaria também o “Xuxa Park” para uma emissora espanhola. O “Xou da Xuxa” terminou no final daquele ano, dando espaço para o início do “Programa da Xuxa” que entrou no ar em 1993.

Sua carreira solo no cinema começou um pouco antes, em 1989, sendo a principal estrela do filme “Super Xuxa Contra o Baixo Astral”. A “Rainha dos Baixinhos” ainda estrelaria outros filmes infantis entre eles “Lua de Cristal” (1990), “Xuxa Requebra” (1999), “Xuxa e os Duendes” (2001) e “Xuxa em o Mistério de Feiurinha” (2009).


Em 1994 entraria na grade de programação da Rede Globo “Xuxa Park” . No ano seguinte um dos quadros do programa ganharia vida própria as tardes de sábado, “Xuxa Hits” (que em 97 passaria a se chamar “Planeta Xuxa” e em 98 seria transferido para as manhãs de domingo). Suas atrações passaram a ser voltados ao público adolescente, que haviam acompanhado os infantis no começo da carreira da apresentadora.


Ficou grávida do ator Luciano Szafir em 1998. No mesmo ano nasceu Sasha Meneghel. O fim dos programas voltados a adolescentes começou em 2001, quando um incêndio destruiu o cenário do “Xuxa Park” que saiu da grade logo em seguida. “Planeta Xuxa” terminou no ano seguinte dando espaço ao retorno da apresentadora as atrações infantis. “Xuxa no Mundo da Imaginação” começou no mesmo ano e durou até 2004. Em 2005 começou a “TV Xuxa” nas manhãs de sábado. Hoje dedica-se ao programa e sua carreira musical, coroada com diversos Grammys pelo trabalho na série “Xuxa só para Baixinhos”.

mulheres no Acervo

Páginas selecionadas pelo Editor

Viu essa página?

Debate eleitoral

Relembre Collor x Lula em 1989 Debate eleitoral

Veja a edição completa de 15/12/1989

Tópicos
ver todos